A especial pintura da QANTAS foi aplicada na nova aeronave 787 Dreamliner, batizada de ‘Emily Kame Kngwarreye’. (Foto: Boeing)

A companhia aérea australiana QANTAS revelou um novo e deslumbrante esquema de cores para um de seus novos Boeing 787 Dreamliner, homenageando o trabalho dos aborígenes australianos e das pessoas da ilhas do Estreito de Torres. A aeronave ficou pronta em Seattle no dia 14 de fevereiro.

Este é o quinto desenho da série de arte aplicada em uma aeronave da Qantas, série que começou há mais de 20 anos, e é a segunda aeronave de arte voadora atualmente em serviço com a operadora e a única atualmente dedicada a voos internacionais.

A nova pintura apresenta o trabalho da artista do Território do Norte, Emily Kame Kngwarreye.

Baseia-se em sua pintura de 1991, ‘Yam Dreaming’ e foi adaptada para a aeronave, liderado pelo próprio estúdio de design indígena Balarinji.

A arte retrata a planta de ñamo culturalmente significativa, um símbolo importante nas histórias de ‘Sonhos de Emily’ e uma fonte de alimento básico em sua região natal de Utopia, a 230 km a nordeste de Alice Springs.

A própria aeronave foi batizada ‘Emily Kame Kngwarreye’ em homenagem à artista.

O CEO do Grupo Qantas, Alan Joyce, disse que a obra de arte impressionante destina-se a encorajar mais pessoas a explorar os elementos indígenas que fazem parte do “Espírito da Austrália”.

“Como transportadora nacional, estamos entusiasmados por mostrar outra peça de cultura indígena em uma de nossas aeronaves e reiterar nosso compromisso contínuo com a reconciliação com pessoas aborígenes e das ilhas do Estreito de Torres.

Para criar o trabalho, uma equipe de mais de 60 designers gráficos, engenheiros e pintores das instalações da Boeing em Seattle trabalharam com o estúdio Balarinji para colocar a pintura, cerca de 5.000 pontos brancos, na aeronave, levando mais de dez dias para ficar concluído.

A artista Emily Kame Kngwarrey. (Foto: Greg Weight)

O diretor-gerente do estúdio Balarinji, Ros Moriarty, disse que “tem sido um privilégio trabalhar com as imagens brilhantes da falecida Emily Kame Kngwarreye para criar o quinto avião icônico de arte indígena da companhia aérea. Emily era uma artista extraordinária que é reverenciada em todo o mundo.

“Nascida em 1910, ela começou a pintar apenas na vida adulta, completando mais de 3000 trabalhos excepcionais até sua morte aos 86 anos de idade. Seu trabalho incorpora suas conexões culturais e espirituais ao seu país”, disse Moriarty.

O novo Dreamliner que carrega a pintura especial tem a matrícula VH-ZND e será o quarto 787 a entrar na frota, e será recebido na Austrália no dia 2 de março quando voar de Seattle para Alice Springs, sem escalas.

Com o quarto 787, a Qantas estará finalmente pronta para a sua rota especial Londres-Perth-Melbourne-Los Angeles.

Os quatro 787s só voarão nessa rota.

Anúncios

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.