A aeronave F-35A “AF-2” durante teste de liberação do paraquedas de frenagem em voo, com o piloto de testes Andrew Soundy, na Base Aérea de Edwards, California. (Foto: F-35 ITT)

A equipe do F-35 Integrated Test Flight (ITT) na Base Aérea de Edwards, na Califórnia, concluiu recentemente as implantações em voo do sistema norueguês de paraquedas de frenagem no F-35. O paraquedas de frenagem é exclusivo das aeronaves F-35A norueguesas e desacelera rapidamente os caças da Força Aérea Norueguesa após aterrissar nas pistas geladas do país.

Esses testes foram necessários para que a quantidade máxima de força fosse aplicada em todo o sistema. Os testes foram realizados pela primeira vez em 19 de março, usando o pós-combustor total por alguns milhares de metros acima da pista em voo nivelado. Quando o piloto implantou o paraquedas sob essas condições, o calor do pós-combustor rasgou levemente o tecido e invalidou os dados do teste. A equipe de testes de voo reavaliou seu método para obter as cargas adequadas.

No dia 28 de março, a aeronave desdobrou o paraquedas novamente enquanto conduzia um mergulho e mantinha a potência do motor em marcha lenta. Isso permitiu que os engenheiros de voo coletassem os pontos de dados necessários para concluir os testes em voo. Na pendência da revisão final dos dados, todos os testes do paraquedas de frenagem estão completos e a Noruega está no caminho certo para a certificação completa do sistema até o final deste ano.

No início deste ano, o teste de clima frio do sistema foi realizado na Base Aérea de Eielson, no Alasca, e a Força Aérea da Noruega validou o paraquedas de frenagem na Base Aérea de Ørland, no dia 16 de fevereiro.

Anúncios

SEM COMENTÁRIOS