O segundo Phalcon AEW&CS da Força Aérea da Índia. (Foto: Yoshai Mossi - AirTeamImages / Airliners.net)

A Índia recebeu hoje a segunda de três aeronaves Phalcon AEW&CS (Airborne Early Warning and Control System), contratadas com Israel, na base aérea de Jamnagar, colocando em operação o segundo “olho no céu” para avançadas capacidades de vigilância.

A segunda aeronave Phalcon AEW&CS da Força Aérea da Índia durante a chegada em Gurajat no dia 25 de março. (Foto: Michael Sender / JetPhotos)

A segunda aeronave AEW&CS, matrícula KW-3552, pousou em Gujarat vindo de Israel durante o final da tarde e será destacado na base aérea de Agra, conforme informaram os oficiais presentes na chegada da aeronave.

A aeronave foi trazida para Índia por tripulantes da Força Aérea Indiana.

Com a chegada da segunda aeronave Phalcon, a Índia poderá manter vigiado as duas fronteiras, leste e oeste, ao mesmo tempo e com a entrada da terceira aeronave em operação ainda este ano, poderá vigiar todo espaço aéreo do país.

O sistema, primeiramente utilizado para detecção de mísseis cruzeiros disparados contra a Índia e capaz de detectar aeronaves voando a centenas de quilômetros de distãncia, pode também direcionar caças de defesa aérea durante operações de combate contra jatos inimigos. Ele também auxilia na detecção de tropas invasoras nas fronteiras.

Além dessa aeronave entregue, uma terceira deverá chegar até o final desse ano, e outras três estão em negociação com Israel.

As aeronaves AEW&CS vindas de Israel foram adquiridas em 2003 através de um contrato avaliado em cerca de US$ 1,1 bilhão.

Uma terceira parte no negócio envolveu a Rússia, já que as aeronaves onde estão montados os radares Phalcon são Il-76 de transporte fabricadas na Rússia, a qual entregou a primeira unidade em maio do ano passado.

As aeronaves AEW&CS são operadas pelo Esquadrão 50, baseado em Agra, e após a entrada do primeiro sistema no dia 28 de maio de 2009, elas tem executado intensivos voos juntamente com caças Su-30MKI, Mirage 2000 e as aeronaves Jaguars.

A primeira aeronave Phalcon também participou do recente exercício militar de grande escala ‘Vayu Shakti‘ e controlou as operações aéreas de mais de 100 aeronaves participantes da maciça demonstração de poder de fogo

A Índia e Israel informaram que estão em avançadas negociações para a venda de outras três aeronaves Phalcon AEW&CS, as quais a Força Aérea da Índia pretende integrar com outras plataformas terrestres e aéreas.

Todas seis aeronaves Phalcon poderiam ser conectadas com o primeiro satélite militar da Índia, que possivelmente será lançado na metade de 2011.

Anúncios

SEM COMENTÁRIOS