O UAV Tsaigumi, foi formalmente introduzido no serviço da Força Aérea da Nigéria, em 15 de fevereiro, e será seguido pelo primeiro veículo aéreo de combate não tripulado indígena (UCAV) apelidado de “Ichoku”. (Foto: Força Aérea da Nigéria)

A Força Aérea da Nigéria (NAF) colocou oficialmente em operação, no dia 15 de fevereiro de 2018, seu primeiro veículo aéreo não tripulado (UAV) de fabricação nacional, chamado Tsaigumi.

O UAV Tsaigumi, que foi produzido pela NAF Aerospace Engineers em colaboração com UAVision de Portugal, seria utilizado para operações de Inteligência, Vigilância e Reconhecimento (ISR) em domínios terrestres e marítimos. Também poderá ser usado para operações de policiamento, gerenciamento de desastres, proteção de comboio, patrulha marítima, monitoramento de linhas de eletricidade e eletroeletrônica, bem como mapeamento e tarefas de patrulhamento da fronteira. Além disso, poderá ser implantado para a proteção da vida selvagem, previsão do tempo e transmissão.

Além disso, no domínio marítimo, o UAV Tsaigumi poderia ser usado para busca e resgate, monitoramento costeiro e patrulhamento da Zona Econômica Exclusiva da Nigéria.

O UAV, que é capaz de operações diárias e noturnas, tem uma resistência operacional superior a 10 horas, um teto de serviço de 15.000 pés e um raio de missão de 100 km. Tem um peso máximo de decolagem de 95 kg e sua carga útil é um sistema de câmera eletro-óptica/infravermelha.

Em suas observações na cerimônia de introdução, o Presidente Muhammadu Buhari elogiou a liderança da NAF, feita pelo Marechal do Ar Sadique Abubakar, pela conquista sem precedentes que obteve em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D).

De acordo com o presidente Buhari, “o impulso, a determinação e o apoio inabalável da liderança da NAF provocaram inúmeras inovações significativas”, entre elas o UAV Tsaigumi. Ele acrescentou que a “realização do feito tecnológico é uma indicação de que a Nigéria tem o potencial necessário para superar outras necessidades tecnológicas”. O presidente observou que “os UAVs são uma característica essencial das forças armadas modernas”. Por isso, considerou muito gratificante que a NAF tivesse dado um passo além do que simplesmente adquiri-los, ao desenvolver capacidades de UAV com tecnologia nacional.

“Na verdade, essa excelente realização promete benefícios militares e econômicos para a nação. Do ponto de vista militar, a capacidade adicional de ISR fornecida pelo UAV Tsaigumi, sem dúvida, impulsionará as operações de segurança em curso e futuras”, acrescentou o presidente.

O presidente observou que, assim que o projeto do UAV entrar na próxima etapa da produção em massa, criará oportunidades de emprego e gerará receita como o primeiro produto de exportação militar da Nigéria. Ele, portanto, elogiou a NAF pela realização e disse para não descansarem, e sim aumentar os esforços de P&D para uma maior inovação. O presidente Buhari prometeu o apoio de sua administração para a realização de marcos tecnológicos maiores para a nação.

O marechal do ar Abubakar acrescentou que a NAF não descansará nos seus esforços em relação à P&D. Conseqüentemente, tendo alcançado uma capacidade ISR aprimorada, o próximo passo para a NAF é aperfeiçoar o desenvolvimento de outro UAV batizado de “Ichoku”, que seria o primeiro veículo aéreo de combate não tripulado (UCAV) nacional.

O UAV Tsaigumi é uma versão muito mais avançada e operacionalizada dos protótipos dos UAVs Amebo e Gulma, produzidos anteriormente.

1 COMENTÁRIO

  1. Parabéns aos nigerianos, cada um vai se virando com o que pode e eles conseguiram desenvolver este modelo com Portugal, nosso desenvolvimento de UAVs da um passo para a frente e dois para trás.

Comments are closed.