As primeiras aeronaves F-16 modernizadas entregues para Força Aérea da Romênia, vistas na Base Aérea de Monte Real, em Portugal, onde os pilotos romenos estão recebendo treinamento. (Foto: Romanian MoD)
As primeiras aeronaves F-16 modernizadas entregues para Força Aérea da Romênia, vistas na Base Aérea de Monte Real, em Portugal, onde os pilotos romenos estão recebendo treinamento. (Foto: Romanian MoD)

A Romênia recebeu hoje seus seis primeiros caças usados Lockheed Martin F-16C/D, que foram modernizados, e que visam substituir parcialmente a frota atual de antigos caças soviéticos MiG-21 Lancer.

img_1324-sized

Os primeiros seis caças F-16C/D MLU M5.2 entregues para Romênia fazem parte de um acordo assinado com a Força Aérea Portuguesa. (Foto: Romanian MoD)
Os primeiros seis caças F-16C/D MLU M5.2 entregues para Romênia fazem parte de um acordo assinado com a Força Aérea Portuguesa. (Foto: Romanian MoD)

A cerimônia de entrega do primeiro lote de caças F-16 Fighting Falcon da Força Aérea Romena, que eram utilizados pela Força Aérea Portuguesa, ocorreu nessa quarta-feira, dia 28 de setembro, na Base Aérea de Monte Real, na presença do primeiro-ministro Antonio Costa e do ministro da defesa José Alberto de Azeredo Lopes, de Portugal, e do Ministro da Defesa Nacional Mihnea Motoc, da Romênia.

Essas seis primeiras aeronaves foram atualizadas para a versão MLU M5.2, e serão operadas a partir da Base Aérea 86 “Tenente Aviador George Mociornita”, na cidade de Fete?ti.

Os pilotos romenos estão recebendo treinamento em jatos F-16 da Força Aérea Portuguesa. (Foto: Romanian MoD)
Os pilotos romenos estão recebendo treinamento em jatos F-16 da Força Aérea Portuguesa. (Foto: Romanian MoD)

Bucareste estava procurando desesperadamente um substituto para a sua frota de caças MiG-21 “Lancer”, que datam da época da União Soviética. Há mais de 3 anos, a Romênia anunciou sua intenção de substituir seus 48 jatos MiG-21 herdados da Guerra Fria. Embora modernizados em 1993 pela empresa Elbit de Israel, a fim de trazer eles para os padrões da OTAN, estes dispositivos estavam já sem capacidade e tecnologicamente obsoletos.

No total a Romênia receberá 12 aeronaves de combate Lockheed Martin F-16 Fighting Falcons, que deverão preencher uma lacuna até a chegada de um novo caça, mas a compra não está ainda sendo planejada por falta de recursos.

No total, a Romênia receberá 12 aeronaves F-16 modernizadas, que  visam substituir antigos caças MiG-21 Lancer. (Foto: Romanian MoD)
No total, a Romênia receberá 12 aeronaves F-16 modernizadas, que visam substituir antigos caças MiG-21 Lancer. (Foto: Romanian MoD)

A frota de 12 caças F-16 da Romênia é composta de 9 aeronaves da Força Aérea de Portugal e 3 unidades dos estoques da Força Aérea dos EUA (USAF). O contrato, avaliado em 628 milhões de euros, também inclui modificações e upgrades das aeronaves e motores sobressalentes adicionais, apoio logístico e treinamento para 9 pilotos romenos e 69 técnicos de manutenção.

Antes da entrega, os dispositivos foram atualizados, como parte de um padrão Mid-Life Update (MLU) pela empresa OGMA-Indústria Aeronáutica de Portugal. O próximo lote de três aeronaves será entregue ainda este ano, e o lote final deve entrar em serviço com a força aérea romena em 2017.

Mas permanece a situação da Romênia não possuir um número suficiente de aeronaves para proteger o seu espaço aéreo, e continua contando com a dependência da OTAN.

Nota do Editor: Amanhã publicaremos imagens inéditas dos caças F-16 romenos, durante uma visita que o Cavok Brasil fez na Base Aérea de Monte Real.

Anúncios

7 COMENTÁRIOS

  1. Esses F-16 não são do modelo A/B blocks 15 e 20? No texto fala de C/D, mas esta variante é dos blocks 30 em diante.

  2. Portugal e a Bulgária estão em negociações para adquirir f-16 portugueses.

Comments are closed.