A Força Aérea de Mianmar acaba de completar sua maior transformação com uma profunda atualização, introduzindo novas e modernizadas aeronaves.

Em uma cerimônia realizada no dia 15 de dezembro, na Base Aérea de Meiktila, para comemorar o 72º aniversário da fundação da Força Aérea, o comandante em chefe do Exército de Mianmar, General Min Aung Hlaing recebeu com agrado a entrada em serviço de 10 novas aeronaves, sendo dois jatos JF-17B Thunder, seis treinadores a jato Yak-130 e dois helicópteros Mi-35P.

A Força Aérea de Mianmar (ex-Burma) recebeu seus primeiros 10 caças JF-17M Thunder de um total de 16 aeronaves encomendadas em 2015, de um contrato avaliado em US$ 560 milhões. O JF-17 Thunder está gradualmente apoiando os MiG-29SMs modernizados da sua força aérea. Uma segunda encomenda ainda não está excluída até 2020 para substituir os antigos F-7M, FT-7 e A-5IIKM adquiridos da China.

O JF-17 Thunder Block II, destinado a Mianmar, realizou seus voos de qualificação em 2017, e é a mesma versão usada pelo Paquistão. Espera-se que os JF-17Ms sejam designados principalmente para tarefas de missões de apoio aéreo. Mianmar foi o primeiro país a comprar o JF-17 para substituir sua força de combate de 24 caças J-7 e 16 aeronaves de ataque terrestre A-5IIK.

Paralelamente à entrada em serviço do JF-17, a Força Aérea de Mianmar começou a receber as novas aeronaves de treinamento, o Yakovlev Yak-130. O primeiro lote de três aeronaves de treinamento avançado Yak-130 foi entregue à República de Mianmar em 2016. O contrato foi concluído em 2015. Em 2017, o país fez um pedido de um lote adicional de aeronaves de treinamento avançado Yak-130 (número não divulgado). Os novos dispositivos começaram a ser entregues já em 2018.

Também em 2016, Mianmar assinou um contrato com a Russian Helicopters para a modernização de 50 helicópteros Mil Mil-25P para o padrão 35P. A principal diferença entre as duas versões 24P / Mi-35P diz respeito à capacidade de atacar à noite com um sistema FLIR Zarevo, um novo sistema de armas BREO-24 e novos aviônicos. O Mi-35P pode ser armado com mísseis anti-tanque “Ataka” e foguetes S-13 de 122 mm e uma arma de cano duplo GSh-30K de 30 mm.

O Força Aérea de Mianmar possui uma força de 112 caças, aproximadamente 80 aeronaves de treinamento, 25 aeronaves de transporte e aproximadamente 140 helicópteros.

Anúncios