Os seis últimos jatos de treinamento Alpha Jets da Força Aérea de Portugal realizam um voo de formação de despedida, na Base Aérea de Beja. (Foto: Filipe Barros / Cavok)

A Força Aérea Portuguesa (FAP) realizou no dia 13 de janeiro uma cerimônia de despedida para os seus últimos seis jatos Dassault/Dornier Alpha Jet, na presença do Comandante-Chefe das Forças Armadas e da Força Aérea, Manuel Teixeira Rolo e do Comandante da Força Aérea Portuguesa, Tenente-general Joaquim Borrego, na Base Aérea de Beja nº 11. Confiram em imagens exclusivas de Filipe Barros, de como foi a despedida dos jatos franco-alemães.

Estes seis jatos Alpha Jet faziam parte de um lote de 50 aviões adquiridos de segunda mão da Alemanha em 1993, como pagamento de parte do contrato de utilização da base de Beja, para substituir os Northrop T-38 Talon, T-33A e RT-33A Silver Star e os jatos italianos Fiat G.91. Da frota inicial, apenas 40 aviões entraram em serviço para voo, sendo os restantes 10 usados para fornecer peças sobressalentes.

Os últimos seis Alpha Jet portugueses estavam em atividade na Esquadra 103 “Caracóis”. Este esquadrão de treinamento avançado preparou 170 pilotos durante esse período, para transição aos aviões de combate F-16AM/BM.

O Alpha-Jet deixa um legado, não só em missões de apoio aéreo aproximado mas, acima de tudo nas missões de instrução avançada de pilotagem e conversão operacional para aviões de combate, bem como demonstrações aéreas com as patrulhas acrobáticas Parelha da Cruz de Cristo e Asas de Portugal. O general Manuel Teixeira Rolo também inaugurou um monumento que alude a operações em Portugal com este dispositivo de projeto franco-alemão.

Com a retirada dos Alpha Jet, a Força Aérea Portuguesa terá um período na sua escola de treinamento sem aviões. Parece que, no início, os novos pilotos vão terminar seu treinamento em uma escola estrangeira, que ainda não foi definida. Por sua vez, a Força Aérea Portuguesa está considerando opções, como a compra de um novo avião de treinamento ou manter a terceirização do treinamento avançado.

Os jatos Alpha Jet da FAP terão ainda um pequeno número remanescente de cerca de 30 horas de voo, que serão usadas durante o próximo exercício Real Thaw 2018, que acontecerá entre os dias 29 de janeiro e 8 de fevereiro.

Anúncios

7 COMENTÁRIOS

  1. Uma pena! São os últimos Alpha Jets "alemães" em serviço, que diferenciam-se dos exemplares franceses pelo nariz afilado.

  2. Vai lá Trump!. Dê um pulinho em Lisboa e tente desencalhar alguns F-18.

    • Alpha Jet é um treinador e o F/A-18 é um caça….

      Agora volta para o seu ninho de ratos!

  3. Eu gosto muito da FAP, é uma força pequena porém bem respeitável.

  4. Sensacional. Há um museu próximo de Lisboa com diversos aviões da FAP. Espero que enviem um exemplar para ladear o icônico Corsair que a FAP também usou.

Comments are closed.