As quatro primeiras aeronaves ATR 72-600 entregues para a companhia aérea Iran Air. (Foto: ATR Aircraft)

A Iran Air, a companhia aérea de bandeira nacional do Irã, recebeu hoje os primeiros quatro aviões ATR 72-600. A ATR e a Iran Air assinaram no início deste ano um contrato firme para 20 turboélices ATR 72-600 e opções para mais 20. As entregas das 20 aeronaves do pedido firme se estenderão até o final de 2018, num contrato avaliado em cerca de 530 milhões de euros pelos preços de tabela.

Os ATR 72-600 da Iran Air são configurados com 68 assentos totais, e serão entregues nove em 2017 e onze no próximo ano.

Após o alívio das sanções internacionais ao Irã, há uma grande necessidade de modernizar e desenvolver o transporte aéreo para impulsionar as economias locais em todo o país e melhorar a conectividade entre as regiões. O Irã depende de uma forte infra-estrutura doméstica, que conta com 60 aeroportos que os ATRs são totalmente capazes de servir. O ATR 72-600 é ideal para operações em muitos tipos de ambientes desafiadores, incluindo aeródromos de pequeno porte, pistas de pouso não pavimentadas e regiões montanhosas. O ATR 72-600 formará o núcleo das aeronaves regionais da frota do Irã e contribuirá substancialmente para a expansão e desenvolvimento dos serviços prestados pela companhia aérea nacional em todo o país.

Christian Scherer, diretor executivo da ATR, declarou: “Ainda há momentos históricos na aviação, e este é um deles. Estamos orgulhosos e satisfeitos que nossos aviões ATR estão fornecendo a solução para as necessidades significativas do Irã em conectividade regional. À medida que o público viajante do Irã tiver acesso a uma maior oferta de transporte aéreo, ele se beneficiará dos mais altos padrões de conforto, eficiência e confiabilidade com os ATRs que estamos entregando hoje e nos próximos meses. Saudamos a Iran Air por sua escolha em nosso favor e o papel tremendo que eles desempenham em seu país.”

Farhad Parvaresh, Diretor Executivo da Iran Air, comentou: “A nossa nova frota de ATR 72-600s mostra nossa vontade de fornecer aeronaves de última geração para nossos clientes, garantindo conforto, confiabilidade e competitividade. Fortalecer as ligações entre todas as nossas comunidades vai encorajar novas oportunidades de negócios para todos.”

O Irã também deverá ser o próximo destino turístico do Oriente Médio. Este mercado recentemente aberto, junto com o tráfego religioso significativo atualmente existente, desenvolverá a conectividade doméstica assim como para países vizinhos nos próximos anos. Os serviços aéreos do país exigirão os mais elevados padrões de conforto, bem como flexibilidade operacional.

6 COMENTÁRIOS

  1. O avião é a hélice, mas a entrega é a jato.
    Estes franceses e italianos devem estar adiantando a produção de unidades ainda não vendidas para poder entregar tão rápido.
    É a certeza de que o produto vai ser vendido.
    Houve uma fase de procura por jatos em que o ERJ e o CRJ se fizeram, o ex proprietáriao da TAM chegou a fazer uma brincadeira, dizendo que a hélice era inimiga do lucro. Hoje na briga por custos a hélice é que da lucro na faixa do ATR-42/72.