O primeiro Airbus A330 MRTT Phénix da Força Aérea Francesa durante voo de testes na Espanha. (Foto: Armée de L’Air)

O primeiro Airbus A330 MRTT destinado para Força Aérea Francesa (Armee de l’Air) recebeu sua pintura final e foi fotografado em voo no dia 6 de julho.

A aeronave ‘MRTT041’ (c/n 1735, ex F-WWCK, EC-330) decolou pela primeira vez no dia 7 de setembro de 2017. Saiu da linha de montagem de Toulouse como um A330-243 padrão e fez seu primeiro voo em 15 de junho de 2016. Um mês depois, voou para o Getafe para iniciar o processo de conversão como aeronave MRTT (Multi Role Tanker Transport).

Em uso na Força Aérea Francesa, o A330 MRTT será conhecido como Phénix, e até o momento a França deve receber nove aeronaves do tipo. A Direção Geral de Armamentos (DGA) da França decidirá este ano se adquire mais três aeronaves A330 MRTT. O primeiro A330 MRTT da Força Aérea Francesa está programado para ser entregue no dia 8 de outubro na Base Aérea Istres 125, com o 31º Esquadrão de Suprimento Aéreo e Transporte Estratégico, que eventualmente abrigará uma frota de 15 aeronaves Phénix. Os MRTTs substituirão 14 C/KC-135, bem como dois A340 e três A310 que servem como aeronaves de transporte.

O primeiro A330 MRTT da Força Aérea participará também do show aéreo no dia 14 de julho. A aeronave, com pilotos da Airbus, será integrada à parte de projeção de potência, acompanhada de quatro Mirage 2000Ds, durante o desfile que sobrevoará a Champs Elysees após a Patrouille de France, e a parte de “modernização do componente aéreo” das Forças Aéreas Estratégicas composta de um C-135, um Mirage 2000N e três Rafale B.

O ‘MRTT041’ ainda está passando por adaptações e testes em Getafe, na Espanha, e portanto decolará para o desfile na França e retornará para Espanha. A frota francesa de aeronaves Phénix terá uma configuração de reabastecimento de três pontos com o sistema de lança de reabastecimento aéreo da Airbus sob a fuselagem traseira e pods de reabastecimento com mangueiras e cestos sob cada asa. Ele poderá transportar 272 passageiros ou ser configurado para missões de evacuação médica.

Oito países encomendaram um total de 51 A330 MRTTs até à data, dos quais 29 foram entregues. A primeira aeronave francesa é o segundo novo padrão A330 MRTT a voar, apresentando modificações estruturais, melhorias aerodinâmicas que proporcionam uma redução de queima de combustível de até 1%, computadores aviônicos atualizados e sistemas militares aprimorados. A primeira dessas variantes aprimoradas, destinadas à Força Aérea da República de Cingapura, decolou pela primeira vez de Getafe no dia 30 de setembro de 2016.

Anúncios

6 COMENTÁRIOS

  1. E como ficou a licitação para o outro B767 que a FAB abriu? Será que os 2 ficarão voando por aqui. Tenho visto bastante durante essa semana o C-767 da FAB no SBPA.

  2. Não deixa de ser curioso ver estes reabastecedores franceses com flying boom.

    • Com certeza estão pensando no âmbito da OTAN em operações com países europeus que voam o F-16 por exemplo e a USAF é claro.

  3. Espero que esse não tenha defeito que com Airbus todo cuidado é pouco. O A400M que o diga. A FAB não tem um jato para fazer REVO depois que a mocreia do PT Roussef cancelou o programa KC-X2. isso deixou a FAB sem uma aeronave transoceânica de longo alcance e o KC-390 não tem esse alcance. Sonhar em comprar um A330MRTT se pode fazer que verba é ruim mesmo

Comments are closed.