A VMS Eve na parte externa do espaçoporto da Virgin Galactic no Novo México.

A Virgin Galactic disse que o primeiro espaçoporto do mundo projetado especificamente para voos comerciais está “operacionalmente funcional”.

Vista do espaçoporto na chegada.

A empresa, controlada pelo empresário bilionário Sir Richard Branson, anunciou a transferência de todas as suas operações de voos espaciais para o Spaceport America, no Novo México, na quinta-feira.

A Virgin Galactic vinha realizando voos de teste de Mojave, Califórnia, incluindo o primeiro lançamento bem-sucedido de seu avião foguete turístico no espaço em dezembro do ano passado.

Mais de 600 pessoas já pagaram US$ 80 milhões em depósitos à empresa para garantir seus ingressos nos primeiros voos espaciais.

A empresa agora revelou o interior de seu edifício “Gateway to Space” no espaçoporto, incluindo dois andares voltados principalmente para as operações de voos espaciais e um novo piso de espaços comuns projetados especificamente para futuros clientes.

O primeiro andar é focado em nosso planeta natal, e é chamado de Gaia, representando o ponto de partida e retorno, bem como o propósito da jornada de cada astronauta. As paletas de cores e o uso de materiais naturais visam trazer a paisagem deslumbrante que circunda o Espaçoporto. O design do piso, móveis e acessórios promovem a interação social e o discurso humano – uma sensação de união. Uma passagem digital elevada e interativa aumentará a experiência de partida para os Futuros Astronautas e seus amigos e familiares ao saírem do Spaceport para a Unidade VSS no dia do voo. O design focalizado na Terra proporcionará uma boa acolhida aos astronautas recém-formados que retornam do espaço com uma nova apreciação e compreensão do nosso planeta.

Lounge do andar Gaia.

Gaia é sutil e discretamente dividida em espaços práticos, formais e informais, que abrigam a equipe de operações espaciais, os futuros astronautas e seus familiares e amigos. Ele serve como o centro social do edifício, onde todos fazem parte da família Virgin Galactic. Os futuros astronautas dividirão o café da manhã com os pilotos da espaçonave, tomarão café com os engenheiros de foguetes e passarão a hora do dia com a equipe do Controle da Missão.

O ponto focal de Gaia é a Ilha Barista, um bar central feito de mármore italiano retroiluminado que paira sobre carvalho artesanal, proporcionando um centro social para a a equipe de hospitalidade se envolver com os hóspedes e funcionários. A preparação do voo espacial unirá as equipes com os futuros astronautas na busca de um propósito comum. A Ilha Barista em Gaia ajudará a promover esse sentimento de camaradagem e a determinação de cumprir a missão pessoal de cada Futuro Astronauta.

Andar Cirrus.

O segundo andar é chamado Cirrus, representando luz, ar e voo. É o coração das operações de vôos espaciais e está conectado ao centro comunitário de Gaia abaixo através de um átrio com pé direito elevado. A paleta de cores se gradua dos tons terrosos abaixo em Gaia para tons mais claros de branco e cinza, refletindo os céus além e proporcionando um ambiente limpo que suporta o foco operacional.

Essa área abriga o Controle da Missão, a Sala de Instruções da Missão, a Sala de Pilotos e o restante da equipe de Operações de Vôo.

O Controle de Missão possui um espaço dedicado que permite o foco nas operações de voo. Fora deste espaço, a equipe de Operações de Voo e os pilotos estão posicionados para dar uma visão irrestrita das áreas de operação do solo, incluindo o pátio e a pista.

A frota espacial da Virgin Galactic será alojada no hangar Gateway to Space, que já abriga o VMS Eve. Esta enorme extensão no meio do edifício é grande o suficiente para acomodar dois aviões de transporte, cada um com uma envergadura de 43 metros, juntamente com cinco veículos SpaceShipTwo.

Hangar Gateway to Space.

Como resultado da conclusão do trabalho interior, a empresa disse que a instalação espacial pode agora “suportar as necessidades de voo da Virgin Galactic”.

No mês passado, a Virgin Galactic anunciou sua fusão com a Capital Social Hedosophia, listada na Bolsa de Valores de Nova York, para se tornar a primeira e única empresa de voos espaciais comerciais de capital aberto.

Comentando sobre a abertura do novo espaçoporto, a empresa disse: “A Virgin Galactic tem se esforçado para permanecer fiel a essa tradição, escolhendo um conceito elegante e focado na experiência para o próprio sistema de lançamento espacial.

“Da mesma forma, a escolha da empresa de operar na Spaceport America, no Novo México, deveu-se, em grande parte, à decisão do estado de encomendar arquitetura de referência para o primeiro espaçoporto comercial construído para esse fim.

“A instalação Foster + Partners Gateway to Space é uma homenagem ao passado no respeito pela antiga paisagem circundante, enquanto abraça o futuro com eficiência e sustentabilidade energética.

“Ele também foi projetado especificamente para permitir que a Virgin Galactic crie uma experiência inigualável à medida que seus clientes se preparam para as jornadas de suas vidas antes de se formarem como astronautas”.

Anúncios

SEM COMENTÁRIOS