O primeiro PC-21 da RAAF durante testes de motores na Suíça. (Foto: Stephan Widmer)
O primeiro PC-21 da RAAF durante testes de motores na Suíça. (Foto: Stephan Widmer)

A Pilatus Aircraft começou nessa segunda-feira os testes de motores e de táxi da primeira unidade do PC-21 para Real Força Aérea Australiana (RAAF). A fabricante suíça demonstra mais uma vez sua capacidade de rapidamente atender a demanda de seus clientes. O teste do primeiro PC-21 ” A54-001″ para a Austrália foi executado apenas sete meses após a assinatura do contrato.

O contrato avaliado em US$ 900 milhões com a Pilatus Aircraft, em parceria com a Lockheed Martin, prevê a entrega de 49 novas aeronaves de treinamento PC-21 para Austrália. O contrato “Team 21”, assinado em dezembro de 2015, também inclui sete simuladores de voo, e todos os sistemas terrestres de aprendizagem e peças de reposição. Este novo sistema de formação irá oferecer aos pilotos os conhecimentos e habilidades para permitir sua mudança diretamente para aeronaves militares a jato, como o F-18 e o futuro F-35.

A Austrália encomendou 49 unidades do PC-21. (Foto: Stephen Widmer)
A Austrália encomendou 49 unidades do PC-21. (Foto: Stephan Widmer)

A Austrália tornou-se o sexto cliente para o sistema de treinamento PC-21, outros países são a Suíça com 8 dispositivos (2 opções), Cingapura 19 aeronaves, 25 aeronaves para os Emirados Árabes Unidos, 55 pedidos para Arábia Saudita e o Catar com encomendas de 24 aeronaves.

A RAAF pretende substituir suas aeronaves Pilatus PC-9 quando receber os novos PC-21.

O PC-21 oferece abrangente treinamento aos pilotos. Além de oferecer um treinamento completo, com o piloto saindo do PC-21 direto para os caças F-18 e F-35, os custos de treinamento, manutenção é muito reduzida, sem mencionar a redução significativa do ruído e otimizar o consumo de combustível. A aeronave permite a simulação completa e sem armas, porque eles são simuladas com uma interface desenvolvida especialmente para a aeronave.

Anúncios

5 COMENTÁRIOS

  1. Os cadetes da RAAF depois do PC-21 vão para o F/A-18 e F-35 já? Até onde eu saiba, tem que passar pelo BAe Hawk 127 primeiro.

    Inclusive recentemente um cadete se formou no Hawk e foi direto para a america para voar o F-35A.

  2. Falando em Austrália, vejam o que é a vida.
    Um piloto aluno sobrevive a um acidente inédito, em 1940 dois aviões colidem em voo e pousam presos um no outro.
    Depois conclui o curso e voa na Europa na II Guerra.
    Quatro anos depois do acidente em 1944 ele morre andando de bicicleta, atropelado por um ônibus. https://youtu.be/lp478Tgm5gg

Comments are closed.