O primeiro C295W FWSAR para Força Aérea Real Canadense realizou seu primeiro voo no dia 4 de julho de 2019. (Foto: Airbus)

A primeira das dezesseis aeronaves de busca e salvamento Airbus C295W destinadas para Força Aérea Real Canadense (RCAF) realizou seu primeiro voo na quinta-feira (04/07).

A aeronave, designada CC-295 com o serviço canadense, decolou de Sevilha, na Espanha, no dia 4 de julho às 20h20, hora local, e retornou ao mesmo local uma hora e 27 minutos depois.

“Nesses tipos de voos, pilotos e engenheiros de voo testam os controles de voo, sistemas hidráulicos e elétricos da aeronave”, disse um porta-voz da Airbus. “Todos os sistemas foram executados de forma eficaz, conforme esperado.”

Em dezembro de 2016, o governo canadense encomendou da Airbus 16 turboélices C295W modificados para sua Força Aérea, como parte do programa de FWSAR (Fixed-Wing Search and Rescue), ou Aeronave de Asa Fixa de Busca e Resgate.

As novas aeronaves serão baseadas onde os esquadrões de busca e salvamento estão atualmente localizados: Comox, British Columbia; Winnipeg, Manitoba; Trenton, Ontario; e Greenwood, New Scotia.

O projeto FWSAR prevê a substituição de quinze CC-115 Buffalo da de Havilland Canada e vários CC-130 que ainda estão sendo usados ??para operações de busca e salvamento.

Avanços consideráveis ??foram feitos desde que o programa FWSAR foi anunciado há dois anos e meio: além da primeira aeronave que começou a ser testada em voo, outras cinco aeronaves estão em vários estágios de montagem e sete simuladores e dispositivos de treinamento estão em vários estágios de teste.

Além disso, as primeiras equipes da RCAF começarão a treinar no final do verão de 2019 no Centro de Treinamento Internacional da Airbus em Sevilha.

A manutenção e treinamento serão fornecidos por uma joint venture montada pela Airbus Defence and Space e pela Provincial Aerospace (PAL). Isso acontecerá dentro da joint venture separada AirPro. Também será realizada a construção de um novo centro de treinamento em Comox, B.C.

A Airbus e a PAL garantiram o apoio de empresas canadenses, como a Pratt & Whitney Canada, a CAE, a L-3 Wescam e a Vector Aerospace.

O programa FWSAR está apoiando cerca de US$ 2,5 bilhões em Benefícios Industriais e Tecnológicos para o Canadá por meio de parcerias de alto valor e longo prazo com a indústria canadense.

A Elbit Systems fornecerá ao Canadá dezesseis sistemas avançados de radar multi-modo ELM-2022 para os C295W FWSAR. O ELM-2022 pode detectar, localizar, classificar e rastrear objetos sob todas as condições meteorológicas durante o dia e à noite.

Anúncios

1 COMENTÁRIO

  1. Acredito que a FAB deveria seguir o mesmo caminho, são 2 ou 3 C-295 SAR que foram encomendados, mas acredito que haja espaço para mais algumas unidades. Esse número de 16 do Canadá é bem interessante, mas se justifica dada as características do país.

Comments are closed.