O 787 Dreamliner “VN-ZNJ” com a pintura especial para comemorar os 100 anos da Qantas.

O mais novo 787 Dreamliner da Qantas saiu da oficina de pintura da fábrica da Boeing no estado de Washington usando uma decoração especial para comemorar o centenário da companhia aérea do canguru voador nos céus.

A Qantas fará 99 anos em novembro e, ao entrar em seu 100º ano de operações, está iniciando uma série de iniciativas para celebrar o Espírito da Austrália.

A decoração especial apresenta cada logotipo da Qantas desde a sua fundação em 1920 no interior, de Queensland até os dias de hoje, junto com a recém-revelada marca ‘Qantas100’ que será exibida nas comemorações do centenário. Para saber sobre a evolução dos logos da Qantas, clique aqui.

O Boeing 787 Dreamliner, registro VH-ZNJ, é batizado “Longreach” – um aceno para a cidade de Queensland, parte integrante do início da companhia aérea nacional, seu papel na conquista da tirania da distância e a série “Longreach” de jatos 747-400 aposentados.

A aeronave – o décimo Dreamliner da Qantas – passará por uma série de voos de teste de entrega em Seattle antes da entrega da Boeing no próximo mês. Ele operará o segundo dos voos de pesquisa do Project Sunrise da Qantas, voando sem escalas de Londres para Sydney e replicando a jornada da primeira entrega do 747-400 há 30 anos. Em seguida, entrará em serviço comercial normal com a Qantas International.

O CEO da Qantas, Alan Joyce, disse que a decoração da aeronave é um lembrete do passado da companhia aérea em sua mais nova peça de tecnologia.

“A história da Qantas é a história da Austrália moderna, e os logotipos nesta pintura contam essa história desde o início”, disse Joyce. “Nossas celebrações do centenário visam honrar nosso passado com um olho no futuro, por isso é muito apropriado que essa decoração especial seja usada pelo nosso mais novo Dreamliner de última geração.”

Ao longo do século passado, os Serviços Aéreos de Queensland e do Território do Norte evoluíram da entrega do correio no interior para servir como transportadora nacional – de dois passageiros por vez para 50 milhões por ano.

Joyce disse que a Qantas começou montando sua própria frota de aeronaves e agora voa sem parar da Austrália para a Europa, tendo estabelecido uma reputação incomparável de segurança no processo.

“Temos muitas coisas interessantes planejadas para marcar o centenário, então assista este momento”, disse ele.

Anúncios

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.