Dois Su-27B russos interceptados pelos Typhoons da RAF sobre o Báltico. (Foto: UK MoD)

Os caças Typhoon da Royal Air Force (RAF) interceptaram cinco aviões militares russos nos dois primeiros dias desta semana; quatro na segunda-feira (05) e outro na terça-feira (06).

Os Typhoons estão operando a partir da Base Aérea de Ämari, na Estônia, em apoio à missão de policiamento aéreo do Báltico da OTAN.

Na segunda-feira, os caças interceptaram uma aeronave russa Antonov An-26 “Curl”. Depois disso e na mesma missão, os caças Typhoon foram depois desviados para interceptar um bombardeiro russo Tu-142 “Bear” e dois caças Su-27B “Flanker”.

Na terça-feira, os Typhoons interceptaram um avião de transporte russo Tupolev Tu-134 “Crusty”, voando perto do espaço aéreo estoniano.

Aeronave Tu-134 Crusty da Rússia sendo interceptada pelo Typhoon da RAF.

O Policiamento Aéreo do Báltico é uma missão rotineira da OTAN para os Typhoons e garante que o Reino Unido está na região para trabalhar em parceria com a Estônia.

“Fomos acionados para interceptar uma aeronave russa AN-26 que se dirigia para o oeste, perto do espaço aéreo da Estônia. Uma vez concluída a tarefa, uma segunda tarefa foi iniciada para interceptar um grupo de contatos operando ao sul, próximo ao espaço aéreo da Lituânia”, disse um piloto do Typhoon do XI Esquadrão (Caça), ligado à 121 Ala Aérea Expedicionária (EAW) que estava realizando o serviço de Alerta de Reação Rápida (QRA) quando a missão de segunda-feira foi acionada. “Essas aeronaves em trânsito na região do Báltico não estavam em um plano de voo reconhecido ou em comunicação com o Controle de Tráfego Aéreo. No final, o intercepto transcorreu sem complicações e foi conduzido de maneira profissional durante todo o processo.”

Um An-26 da Força Aérea Russa durante interceptação por caças Typhoon da RAF.

A Royal Air Force está implantada na Operação AZOTIZE na Estônia em apoio ao Policiamento Aéreo Báltico. Estes foram as 15ª e 16ª surtidas de QRA, resultando em interceptações desde que a RAF assumiu o reforço do Policiamento Aéreo realizado pela Força Aérea Alemã no dia 03 de maio de 2019, como parte do Policiamento Aéreo do Báltico. O Reino Unido opera em apoio à OTAN para tranquilizar os aliados e é mais uma demonstração do compromisso do Reino Unido com a segurança da região.

Anúncios

SEM COMENTÁRIOS