A Força Aérea dos EUA (USAF) realizou o segundo Elephant Walk em poucas semanas, desta vez com dez caças Fairchild Republic A-10 Thunderbolt II na Base da Guarda Aérea Nacional de Selfridge, localizada em Harrison Township, Michigan.

Os aviões de combate A-10 Thunderbolt II do exercício são do 107º Esquadrão de Caças e partiram durante a implantação da manobra Snowbird, no dia 21 de janeiro de 2020, de acordo com um comunicado de imprensa divulgado pelo setor de Relações Públicas da 127ª Ala de Caça.

No início do mês, 52 caças furtivos Lockheed Martin F-35 Lightning II realizaram um Elephant Walk na pista da Base Aérea de Hill, em Utah. Foi uma demonstração de força maciça contra o Irã, após tensões no Oriente Médio. Desde então, as tensões diminuíram, mas ainda são elevadas.

Geralmente, as manobras do tipo Elephant Walk são realizadas imediatamente antes da decolagem com intervalo mínimo entre cada aeronave, uma técnica usada pela USAF para colocar todos os jatos para decolar em intervalos de doze e quinze segundos.

O objetivo do exercício é colocar todos os caças e bombardeiros no ar dentro de quinze minutos após o alerta de um ataque de míssil.

Este tipo de manobra é um elemento de treinamento fundamental na preparação para missões de ataque global.

O lema da 127ª Ala é “We Stand Ready”, sugerindo que os A-10 poderiam estar se preparando para o combate no Oriente Médio.

Anúncios

2 COMENTÁRIOS

  1. Até o mais fanático antiamericano treme na base quando vê essa aeronave voando para cima dele com aquele canhão de tiro ultrarápido, o infeliz que for o alvo só pode correr muito e se enfiar em um buraco bem fundo e ficar de cabeça baixa, rezando para quem ele quiser,seja um aiatolá qualquer, um Kim III etc…