O primeiro jato de treinamento IA-63 Pampa III de produção durante seu voo inaugural em 21 de setembro de 2018. (Foto: FAdeA)

A FAdeA (Fábrica Argentina de Aviones) realizou com sucesso o primeiro voo da aeronave de treinamento Pampa III de produção. A aeronave E-824 que voou pela primeira vez no dia 21 de setembro será uma das três novas aeronaves IA-63 Pampa III que este ano a FAdeA entregará à Força Aérea Argentina (FAA).

O voo bem sucedido marca o início dos testes de voo para um lote de novas aeronaves de um acordo de US$ 30 milhões assinado em dezembro de 2017, que também inclui o fornecimento de estações móveis de planejamento de missões, sistemas de controle de solo e equipamentos de suporte.

O IA-63 Pampa III é baseado em um projeto originalmente desenvolvido no início dos anos 80 pela FAdeA, então na época chamada Fabrica Militar de Aviones, e pela fabricante de aviões franco-alemã Dornier. O primeiro protótipo do Pampa voou em 1984.

A aeronave de treinamento pode voar em uma velocidade máxima de 819 km/h (509 mph) e é alimentada por um motor turbofan Garrett TFE731-2-2N.

Os três Pampas III se juntarão à frota existente de antigas aeronaves Pampa II da Força Aérea Argentina que pretende comprar mais aeronaves, quando possível. A Força Aérea Argentina tem uma exigência para 40 aeronaves.

O Pampa III teve uma produção parada na Argentina, principalmente por causa de problemas econômicos no país. Estas últimas aeronaves são a primeira vez que o Pampa III é fabricado na Argentina desde 2008.

3 COMENTÁRIOS

  1. Mesmo possuindo uma certa quantidade de aeronaves como o Pampa III, a FAA ainda continuará necessitada de aeronaves supersônicas, nem que seja apenas UM esquadrão!
    Havendo recursos, eu ficaria tentado a fechar com a IAI; traz logo os Kfir e pronto! Daria pra segurar mais um tempo. O negócio é que “no hay plata”…

  2. Vai ser difícil ir além desses três. Tiveram de que se ajoelhar ao FMI para pegar US$50 bi para amenizar a dívida pública.

Comments are closed.