Os cinco caças Boeing F/A-18F da RAAF durante o voo de translado sobre o Pacífico.

Os cinco novos caças Boeing F/A-18F Super Hornet que foram adquiridos pela Real Força Aérea da Austrália (RAAF) estão nesse momento chegando na base da RAAF de Amberley, Austrália, após cruzarem o Oceano Pacífico, depois de terem decolados da Estação Naval de Lemoore, Califórnia, EUA.

As aeronaves F/A-18F receberam combustível em voo de um KDC-10 da Omega Air.
O voo de translado começou no dia 20 de março.
A primeira etapa do voo foi até o Hawaii, partindo da Estação Naval de Lemoore, na Califórnia.
Os caças Super Hornet alinhados na Base Aérea de Hickam, no Hawaii.

As aeronaves Super Hornet do Esquadrão N°1 da RAAF partiram dos Estados Unidos no dia 20 e seguiram para Austrália num voo com escalas no Hawaii, Ilhas Samoa Ocidental, Nova Zelândia.

No Hawaii, as aeronaves pernoitaram na Base Aérea de Hickam, antes de prosseguir para Austrália.
Chegando nas Ilhas Samoa, os Super Hornet ficaram em Pago Pago, antes de partir para Nova Zelândia, última escala antes de chegar na Austrália.
As aeronaves Super Hornet em Pago Pago, Ilhas Samoa.

Durante todo percurso foram acompanhados por uma aeronave KDC-10 de reabastecimento em voo da Omega Air (de onde foram feitas as belas imagens desse artigo) e por uma aeronave C-17 Globemaster III da RAAF que transportava o material de apoio e as equipes que trabalharam durante o processo de aceitação na Estação Naval de Lemoore.

A aeronave KDC-10 de reabastecimento aéreo da Omega Air, que apoiou todo voo de translado dos caças Super Hornet da RAAF.
O Boeing C-17 Globemaster III da RAAF que transportou o material e pessoal de apoio.

Os cinco caças são as primeiras unidades de uma aquisição de 24 caças Super Hornet, as quais deverão serem entregues em lotes em 2010 e 2011.

Os caças Super Hornet da RAAF vistos aqui na última escala antes da Austrália, no Aeroporto de Auckland, Nova Zelândia.

Na chegada nessa sexta-feira, os caças Super Hornet serão escoltados por dos caças bombardeiros F-111C, que deverão ser retirados de operação no final do ano.

Anúncios

SEM COMENTÁRIOS