Helicóptero Mi-35 da Força Aérea Indiana.

A Índia assinou um contrato de cerca de US$ 29 milhões com a Rússia para adquirir mísseis guiados anti-tanque 9M120 Shturm-VM / Ataka para a sua frota de helicópteros de ataque Mi-35.

“O acordo para a aquisição de mísseis anti-tanque ‘Strum Ataka’ foi assinado com a Rússia sob as cláusulas de emergência através das quais os mísseis seriam fornecidos dentro de três meses da assinatura do contrato”, informou a agência de notícias ANI citando fontes governamentais.

O míssil 9M120 Shturm-VM / Ataka (nome pela OTAN: AT-9 Spiral-2) é um míssil guiado anti-tanque projetado como um modelo sucessor do míssil 9K114 Shturm (AT-6 Spiral), que foi introduzido no final dos anos 70.

A principal variante deste míssil que pode ser guiado por comando rádio foi projetada para atacar tanques com armadura composta e armadura reativa explosiva (ERA).

Os helicópteros Mil Mi-35 fornecem capacidade de transporte de tropas e ataque à Força Aérea Indiana, que atualmente opera dois esquadrões (o 104 “Firebirds” e o 125 “Gladiators”).

A frota dos Mi-35 deve ser substituída no futuro por helicópteros de ataque AH-64E Apache Guardian que estão sendo adquiridos dos EUA. Em 10 de maio, a Força Aérea Indiana recebeu o primeiro Apache durante uma cerimônia em maio na fábrica da Boeing em Mesa, Arizona, EUA. O primeiro lote de helicópteros está programado para ser enviado para a Índia no próximo mês.

Anúncios

1 COMENTÁRIO

  1. Não sou especialista mas o MI-35 e o Apache são aeronaves diferentes com propósitos diferentes, não? Pelo menos não da pra substituir 100%. O ideal seria manter o Mi-35 e adquirir o Mi-28 ou o Ka-50/52 pra facilitar a logística acredito.

Comments are closed.