A Força Aérea Indiana teria abatido um jato de combate paquistanês usando seus MiG-21.

O Ministério de Relações Exteriores da Índia (MEA) confirmou hoje que abateu um jato de combate paquistanês usando um MiG-21 da Força Aérea Indiana (IAF). O ministério informou também que perdeu outro MiG-21 durante o engajamento. O mais provável é que um JF-17 tenha sido abatido.

“A Força Aérea do Paquistão atacou instalações militares indianas esta manhã. A IAF detectou e frustrou a tentativa. Em um engajamento aéreo, uma aeronave de combate da Força Aérea do Paquistão foi abatida por um MiG-21 Bison da Força Aérea Indiana. O avião paquistanês foi visto pelas forças terrestres caindo do céu no lado paquistanês. Nesse engajamento, infelizmente perdemos um MiG-21. O piloto está perdido em ação”, disse Raveesh Kumar, porta-voz oficial do Ministério de Relações Exteriores da Índia em um comunicado na quarta-feira.

O porta-voz de relações exteriores da Índia, durante coletiva de imprensa.

“O Paquistão afirmou que o piloto está sob sua custódia. Estamos averiguando os fatos”, acrescentou ele.

Reportagens anteriores afirmaram que o MiG-21 perdido em combate teria sido atraído por F-16s da Força Aérea Paquistanesa (PAF) para uma emboscada e foi derrubado por sistemas de defesa aérea. Depois disso, o Paquistão afirmou que capturado os dois pilotos da aeronave abatida da IAF, com a mídia paquistanesa divulgando um vídeo onde afirma que é um dos dois pilotos indianos que o exército do Paquistão afirmou ter apreendido. A autenticidade da filmagem de 49 segundos não pôde ser confirmada independentemente.

O Paquistão afirma que não utilizou caças F-16 no engajamento contra caças indianos MiG-21.

O porta-voz não confirmou se a aeronave da Força Aérea Paquistanesa era um F-16 durante seu briefing. O Paquistão alega ter realizado ataques aéreos contra a Índia, mas negou o uso de qualquer F-16. Durante o ataque indiano no dia 26, a Força Aérea Paquistanesa enviou seus jatos JF-17 para interceptar os Mirage 2000 indianos.

Nesta quarta-feira, segundo fontes paquistanesas, dois jatos de combate JF-17 da Força Aérea do Paquistão teriam derrubado um helicóptero indiano Mi-17 e violaram o espaço aéreo da Índia. Depois disso, a Força Aérea da Índia teria enviado seus dois jatos MiG-21 para interceptar os JF-17s paquistaneses, mas perdeu uma aeronave em ação.

Até agora, o Paquistão defendeu a violação do espaço aéreo indiano dizendo que isso é em legítima defesa e mostra seu compromisso de se proteger contra os avanços da Índia.

Jatos JF-17 paquistaneses.

O Paquistão interrompeu imediatamente suas operações de voos domésticos e internacionais dos aeroportos de Lahore, Multan, Faisalabad, Sialkot e Islamabad, informou a ANI.

Voos internacionais que transitam entre o espaço aéreo indiano e paquistanês estão sendo afetados. Alguns voos retornam à origem, enquanto outros parecem estar buscando rotas alternativas.

A escalada de tensão na região da Cashmira começou depois que jatos Mirage 2000 indianos atacaram posições de um grupo radical dentro do território paquistanês no dia 26 de fevereiro.

Anúncios

12 COMENTÁRIOS

  1. A um movimento intenso dos dois lados levando ativos militares para a área , muitos tanques paquistaneses sendo enviado por ferrovia e rodovia…
    China não irá fazer muita coisa , em declarações recente já deixou claro que a Índia esta errada , talvez EUA e Rússia podem fazer alguma coisa ; Edorgan já declarou apoio a o Paquistão ,em uma mensagem enviado ao PM Paquistanês ofereceu apoio militar caso o Paquistão precise..

  2. Se o Paquistão revidar, vai ficar feio internacionalmente para o país, pois confirmará de uma vez por todas (não que ninguém duvide) o seu apreço por terroristas.

    • Vlad, perdoe-me discordar, mas acho que não é exatamente assim. Veja bem: independente de apoiar ou não apoiar os terroristas, é inadmissível para um país soberano como o Paquistão ter seu espaço aéreo invadido (ou seja, ser penetrado sem autorização ou conversação prévia) e ainda por cima para fins militares.

      Novamente reitero: não estou defendendo os terroristas! Mas essa é uma argumentação (no meu entender) perfeitamente plausível perante organismos internacionais.

      Boa tarde a todos!

      • Almte. A questão é que a Índia alega ter solicitado ao Paquistão uma atitude contra o grupo terrorista em questão, e Paquistão deu de ombros, então partilho da mesma visão do Conde, o Paquistão tem seu apreço, ou no mínimo fecha os olhos para esse grupo terrorista.

      • Acredito que foi exatamente um tratado de perseguir e prender bandidos em território do mercosul que foi assinado entre paises da nossa região. Para nenhum bandido ficar a salvo somente porque cruzou a fronteira. Sim a Índia tem todo direito em buscar terroristas onde eles bem entendem como o fazem regularmente Israel, Estados Unidos, Russia, etc.

  3. Finalmente será que vamos começar a ver dogfights???

    Su-30 X F-16
    Mirages e Migs X JF-17

  4. O que acho interessante é que a Índia ainda coloca os Mig-21 pra trabalhar!

    • Pensei nisso, se foi de fato uma vitória para o Mig 21, é fato digno de nota.

      • Um Mig 21 abateu um "super" Mig 21 pois o JF-17 não é nada menos do que um Mig 21 super atualizado kkk

  5. Os terroristas mataram 40 soldados indianos, o Paquistão esperava o quê? Carta do diplomata? Em outros lugares está se dizendo que o Mig-21 abateu um F-16, mas prefiro acreditar nesse matéria do Cavok.

Comments are closed.