A Índia adquiriu 99 motores GE F-414 para o jato de combate Tejas MkII que está sendo desenvolvido pela HAL. (Foto: DRDO)
A Índia adquiriu 99 motores GE F-414 para o jato de combate Tejas MkII que está sendo desenvolvido pela HAL. (Foto: DRDO)

A Índia e os EUA finalizaram um acordo de cerca de US$ 560 milhões para o fornecimento de 99 motores a jato F-414 da GE para serem usados nos aviões de combate leves (LCA) Tejas desenvolvidos na Índia pelo DRDO.

Há cerca de dois anos atrás, a Índia havia selecionado a empresa americana General Electric que concorria com o motor europeu Eurojet 2000 para o programa LCA Tejas Mark II, que deverá estar pronto ao redor de 2014-15.

“O negócio avaliado em US$ 560 milhões foi finalizado com os EUA para a aquisição de 99 motores para o LCA Tejas Mk II,” disseram membros do DRDO.

Conforme o contrato, a encomenda poderia ser inicialmente para 99 motores, mas a Índia terá a opção de encomendar outros 100 motores no futuro.

O motor em oferta para o LCA Tejas Mark II é o GE F-414, que são mais poderosos do que os motores GE F-404 instalados no primeiro lote de LCAs que a Força Aérea Indiana receberá num futuro próximo.

A necessidade de mudar os motores existentes nosLCAs foi sentida após a Força Aérea da Índia descobrir que os motores GE-404 não estavam fornecendo energia suficiente para a aeronave e motores mais potentes seriam necessários para o desempenho esperado.

O DRDO está desenvolvendo o LCA Mk II para atender às exigências da Força Aérea da Índia, que terá equipamentos de última geração tecnológica, incluindo um radar de matriz de varredura electrônica ativa (AESA) e será capaz de transportar mais carga do que o LCA MkI.

Recentemente, ensaios do LCA Mk I foram realizados no estande de tiro no deserto de Pokharan, onde bombas guiadas a laser e sistemas de armas foram testados.

Conforme os planos atuais, a Força Aérea da Índia vai colocar em operação dois esquadrões da LCA Mk I, que seriam seguidos da entrega de aeronaves LCA Mk II.

Fonte: Press Trust of India – Tradução: Cavok

Solicitamos mais uma vez a ajuda de todos com contribuições espontâneas para o site, que ajudam muito nas despesas de hospedagem. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral. Se você gosta de ver notícias atualizadas aqui, colabore para manter o site no ar. Quem quiser também poderá doar através de depósito na conta corrente: Banco do Brasil – Agência: 0181-3 – C/C: 12.742-6 – Favorecido: Fernando Valduga. Desde já, muito obrigado!




Enhanced by Zemanta

4 COMENTÁRIOS

  1. sinceramente..nao acredito no radar aesa para o tejas mark II nao

    • Dinheiro eles tem, vontade de comprar é o que não falta nos Indianos.

  2. Aparentemente o Tejas terá um radar AESA, mas não será indiano. Seria um israelense da ELTA.

    Se bem que concordo que no papel que ele devera cumprir na Força aerea indiana, em “segundo plano” o radar AESA não seria tão importante e ate um gasto desnecessário. Ele é indispensável nas aeronaves de primeira linha como o SU-30 e futuramente o Rafale e PAK-FA.

Comments are closed.