O Afeganistão opera atualmente com quatro helicópteros Mi-35, fornecidos pela Índia.

O governo da Índia fornecerá mais quatro helicópteros Mi-25 (versão de exportação do Mi-24 Hind-D) para a Força Aérea Afegã, com a entrega de duas aeronaves programadas para o mês de março deste ano. Outros dois devem ser entregues até julho de 2019.

Isso ocorre no mesmo momento que as autoridades afegãs disseram anteriormente que um acordo foi assinado entre o Afeganistão, Bielorússia e Índia para a entrega das quatro aeronaves. A Índia confirmou que pagará pelos helicópteros que serão entregues ao Afeganistão.

“Esperamos receber o primeiro desses dois em março. É apenas um processo que leva tempo. Os outros dois devem vir em junho ou julho. É só uma questão de preparação. Eles chegarão em breve”, disse Hamdullah Mohib, assessor de segurança nacional do Afeganistão, em entrevista à Strategic News International, da Índia.

Mohib chegou a Nova Delhi na semana passada para se encontrar com seu colega indiano e outros funcionários indianos. “Realizamos reuniões produtivas na Índia com meu colega da Agência de Segurança do Afeganistão, Ajit Doval e outras autoridades de segurança sobre estabilidade regional, progresso democrático e esforços contínuos de paz no Afeganistão, e cooperação bilateral de segurança”, disse ele após seu encontro com Ajit Doval, assessor de segurança nacional da Índia.

A Índia opera com helicópteros Mi-35 modernizados para versão Mi-35E.

A Índia desempenhou um papel importante na reconstrução do Afeganistão desde a queda do regime talibã e investiu mais de US$ 2 bilhões em vários projetos de reconstrução e infraestrutura. Quatro outros helicópteros Mi-35 já foram repassados ao Afeganistão, dois em dezembro de 2015 e outros dois em fevereiro de 2016.

O governo da Índia prometeu um novo pacote de ajuda de US$ 1 bilhão para apoiar os projetos de reconstrução no Afeganistão durante uma visita do presidente Mohammad Ashraf Ghani no final de 2016. Os dois países também desenvolveram um alto nível de cooperação em termos militares e de segurança em anos recentes.


Nota do Editor: Estes helicópteros provavelmente serão modelos Mi-24 que serão modernizados para versão Mi-35 pela Bielorússia, e depois enviados para o Afeganistão, conforme informou em março de 2018 o embaixador afegão, Shaida Abdali.

5 COMENTÁRIOS

  1. E os Mi-35 da FAB, será que o Comando planeja uma atualização junto aos Russos ?

    • Ainda não, é uma versão atual, mas no futuro vai precisar de grandes revisões na Russia.

      • Por isso que defendo o desenvolvimento desse projeto. O pessoal diz aqui que foram empurrados para a FAB graças ao PT, e mesmo que tenham sido, a m**rda já foi feita. Eles já estão aqui e são operacionais. Foi o primeiro helicóptero de ataque da FAB.

        Então o mais sensato a se fazer seria dar continuidade no projeto, na forma de novas aquisições até para se justificar quem sabe um centro de manutenção, não sendo necessário como citaste acima enviá-los para a Rússia.

        • O nosso número de helicoptetos russos não justifica um centro de manutenção, existia uma disputa entre o Peru e a Venezuela pelo centro de manutenção da AL, no final do ano passado o Peru ativou o centro em parceria com a Rusdia, pois é um grande usuário com boas relações com os demais países e o país está sem problemas economicos graves, em expansão.
          . https://br.rbth.com/ciencia/81637-peru-inaugura-c

  2. Governo da Índia doa +2 Mi-35 para força aérea do país para ajudar contra os terroristas patrocinados pelo paquistão. Já que está substituindo pelos AH-34 Apaches. Indianos cansaram da +1 tecnologia russa. quando a FAB cansar do que comprou quando era o governo do PT já sabe para quem doar

Comments are closed.