Caça Su-30MKI da Força Aérea Indiana.

Um avião de caça Sukhoi Su-30MKI Força Aérea Indiana (IAF), em uma missão de treinamento de rotina, caiu no estado de Assam, no nordeste da Índia, na noite de quinta-feira.

A aeronave caiu minutos depois de decolar da base aérea de Tezpur, em Assam. Os pilotos conseguiram ejetar com segurança.

Embora a causa exata do acidente ainda não tenha sido confirmada, um oficial sênior da IAF disse que os pilotos relataram um problema com o motor minutos antes do acidente.

“Os pilotos foram ejetados com segurança. Eles relataram problemas no motor pouco antes do acidente”, disse o funcionário da IAF ao jornal Hindustan Times.

A IAF declarou que uma corte de inquérito realizará investigações para determinar a causa exata do acidente.

O acidente com a Sukhoi acontece meses após o trágico acidente com uma aeronave de transporte An-32 da IAF, que caiu em Arunachal Pradesh, em junho. Vinte e seis pessoas, incluindo pessoal da IAF, morreram neste acidente.

De acordo com dados compilados pelo Ministério da Defesa, a IAF perdeu 11 aeronaves no ano passado, incluindo 7 caças e 2 helicópteros.

Desde 2014, a IAF perdeu 26 caças, 6 helicópteros, 9 treinadores e 3 aeronaves de transporte. Ao todo, 46 ??pessoas da força aérea perderam a vida nesses acidentes.

Anúncios

7 COMENTÁRIOS

  1. 44 aeronaves em quatro anos e meio.
    Imagino se ocorrer um confronto de alta intensidade contra outro país, os obrigando a utilizar suas aeronaves de forma extrema e intensiva o que não vai acontecer…

    É por estas e outras que creio que seja fundamental que o novo caça que vão adquirir não seja montado pela sobrecarregada e problemática HAL. Inclusive foi noticiado recentemente que não estava dando conta de cumprir com os prazos de manutenção dos SU-30.

  2. De acordo com nossos amigos, um modelo a ser seguido.

    Em minha modesta opinião, antes do problema organizacional, deve existir um problema de formação na base da pirâmide.

    O sargento é o grande motor das forças armadas modernas. Eles estão na ponta da organização, em campo vendo os problemas.

    Podem resolver situações rapidamente e/ou repassar a níveis hierárquicos superiores exatamente o que está acontecendo.

  3. É claro que HAL tem problemas — as coisinhas paquistanesas, montadas na China ou no próprio país, não passam por essa "síndrome do tijolo", não caem semanalmente…

    A impressão que se tem é que os indianos não fazem idéia de que toda aeronave de combate tem um check a ser feito, depois de cada voo, para a substituição de itens mixurucas, defeituosos ou vencidos, com ou sem conversa com pilotos.

    Os russos devem ter ensinado, eles é que estavam distraídos…

  4. Pelo menos desta vez os pilotos se ejetaram em segurança, agora…… estes números de acidentes são totalmente inaceitáveis !
    É preciso ir fundo para apurar tantos desastres, lembram os F-104 da Luftwaffe na década de 1960 !

  5. Bolsa de apostas para o próximo avião indiano que vai despencar:
    – Mig 21 – ODD 1,3/1
    – Jaguar – 1,4/1
    – Hawk – 1,6/1
    – Sukhoi 30 – 1,8/1
    – Tejas – 2/1
    – Mig 29 – 2,5/1
    – Qualquer modelo derrubado pelo Paquistão – 3/1 (sugestão da casa de apostas)
    – Helicóptero de qualquer modelo – 3,5/ 1
    – Avião de transporte (qualquer modelo) – 4,5/1
    – Avião tanque – 5/1
    Façam suas apostas!!!!!!