Boeing 737-800 (B-5658) da Xiamen Airlines. (Foto: Wanping Chen / PlaneSpotters.com)

Um inseto colocou em risco um voo da companhia aérea chinesa Xiamen Airlines. A tripulação declarou emergência após decolar de um aeroporto na província de Qingdao, na China.

Segundo o site The Aviation Herald, o Boeing 737-800 (prefixo B-5658 tinha acabado de decolar para o voo MF-8395 de Qingdao para Changsha (China), quando um alerta acendeu e ativou o stick shaker, conjunto de sensores ligado ao controle do avião que tem como função avisar os pilotos da iminência do estol, quando a aeronave perde sua sustentação.

A tripulação mesmo após o alerta, identificou que as velocidades do ar se tornaram não confiáveis, desativaram o stick shaker, prosseguindo para o destino em Changsha, pois onde havia decolado as condições meteorológicas não eram favoráveis.

A aeronave conseguiu pousar em segurança e uma inspeção pós-voo revelou que o tubo pitot do lado direito havia ingerido um inseto durante a rotação, o aquecimento do pitot queimara o inseto em cinzas que bloquearam o tubo.

A tripulação relatou que esse foi o minuto mais longo de suas vidas. Com sua experiência, bons hábitos e gerenciamento de recursos da tripulação, eles foram capazes de cruzar os dados de velocidade e identificar a velocidade que estava com defeito.

Enquanto as aeronaves ficam paradas no solo as entradas de ar e dos tubos de pitot são bloqueadas para evitar situações como esta.

Anúncios