A Itália concluiu um acordo para duas aeronaves de alerta aéreo antecipado G550 com sistemas de radar de Israel. Na foto, a segunda aeronave (AMI 5454), vista durante decolagem no Aeroporto de Shannon, na Irlanda. (Foto: Brian Buckley)

A IAI (Israel Aerospace Industries) entregou o segundo e último avião de alerta aéreo antecipado G550 CAEW no âmbito de um acordo de compras recíproco em que Israel comprou 30 aeronaves de treinamento M-346 Lavi da Itália, o qual já foi finalizado.

O primeiro avião de alerta aéreo antecipado foi entregue aos italianos há um ano. Há seis meses, o satélite de vigilância Opsat 3000 desenvolvido pela IAI para o Ministério da Defesa italiano foi lançado no espaço a partir da Guiana Francesa. O volume de compras recíprocas da IAI em troca no acordo de aviões de treinamento superou o valor de US$ 1 bilhão. A compra de aeronaves de treinamento M-346 produzidas pela Leonardo foi estimada em US$ 1 bilhão.

Em Israel, o jato de treinamento avançado da Leonardo é chamado de Lavi. O sistema de manutenção para esses aviões é gerenciado pela empresa Tur, que é uma empresa conjunta entre a IAI e a Elbit Systems.

Os aviões de alerta aéreo antecipado que foram fornecidos à Itália são fabricados sobre a plataforma de jatos executivos Gulfstream G550 equipados com o Sistema de Controle Aéreo Antecipado e Controle Conformal (CAEW) desenvolvido pela subsidiária IAI Elta Systems. Estes sistemas são utilizados pela Força Aérea de Israel há 12 anos, mas a versão entregue à Força Aérea italiana inclui capacidades de radar atualizadas, bem como um sistema de comunicação exclusivo desenvolvido pela Elta e pela empresa italiana Leonardo.

A IAI disse hoje que os sistemas de inteligência instalados em Israel nos aviões de alerta italianos eram os mais avançados do mundo e poderiam fornecer ao usuário uma imagem aérea e naval de alvos em todas as alturas e em todas as condições climáticas. Esses sistemas podem detectar, identificar e monitorar alvos em longas distâncias e possuem sistemas de sensores que identificam ameaças visando a aeronave.

O acordo também inclui sistemas de suporte, além de uma estação de comunicação por satélite terrestre e um sistema de treinamento que fornece um ambiente realista para treinamento de pilotos para operar os aviões de alerta antecipado.

O CEO da IAI, Joseph Weiss, disse hoje que a conclusão do acordo constituiu um aumento das relações entre Israel, a Itália e a indústria europeia de defesa. O ministro junto ao Ministério da Defesa de Israel para o Desenvolvimento do Armas e Infraestrutura Tecnológica (MAFAT), chefe de brigada (res.) Daniel Gold também congratulou-se com a conclusão do acordo de defesa entre os dois países, dizendo: “O sistema reflete a colaboração profunda e frutífera entre os ministérios de defesa italianos e israelenses. Ambos os lados estão entendendo as necessidades e os desafios que se colocam diante do outro”.

A primeira das duas aeronaves G550, que foi entregue à Itália no ano passado, já teria realizado vários exercícios conjuntos com as forças aéreas da OTAN.

Anúncios

5 COMENTÁRIOS

    • Sim, tanto no avião quanto no radar, ainda tem a vantagem de usar os paineis na lateral do avião, sem causar grande degradação na aerodinâmica como no E-99.
      Mas ambos não tem cobertura na frente e traseira do avião, uma restrição em relação as antenas circulares sobre o avião, seja giratória com um radar embutido ou fixa com 3 radares AESA de 120° cada como proposto no A310 AEW&C que deve ser relançado com o A320, a fixa é mais cara, mas não exige manutenção no sistema giratório.

      • Compreendo Strobel. Numa situação de combate nas nossas vizinhanças, essas desvantagens do E-99 (em termos de avião e de radar) seriam muito problemáticas? É uma desvantagem um pouco mais severa ou branda?

        • Os dois aviões são muito bons e dão conta do recado, melhor ainda se sair a modernização do radar dos nossos que estão defasados, mas a modernização está suspensa por falta de recursos do GF.

          • Tens alguma ideia do alcance do Erieye dos E-99? Reza a lenda que que gira em torno de 400/450km em altitude. Dá pra visualizar o território inteiro do Paraguai em 3 órbitas em Três Morros/MS, Dourados/MS e Cascavel/PR e também do Uruguai com 2 órbitas em Alegrete/RS e Bagé/RS. Pena que desses dois países não vem nenhuma ameaça. kkkk

Comments are closed.