j-20_pak-faQuem acompanha o CAVOK, especialmente nos temas relacionados sobre a Guerra Fria, sabe que russos e chineses nunca tiveram boas relações. Agora imagine um hipotético conflito entre as nações e, imagine mais um pouco, o encontro das suas aeronaves de 5ª Geração. Quem seria o melhor?

Então, como poderia ser o embate entre o Sukhoi T-50 PAK-FA contra o chinês Chengdu J-20? Isso dependeria do tipo de conflito. O PAK-FA é definitivamente um caça de superioridade aérea e não está claro se o J-20 é um caça multifuncional.

O caça de discrição J-20 está nas manchetes em todo o mundo – e por razões óbvias. Embora o avião tenha sido visto em várias fases de testes há alguns anos, o avião acaba de fazer sua estréia oficial em um show aéreo na China – um símbolo do crescente poderio militar de Pequim.

j-20Junto com o novo porta-aviões da China (com um segundo em fase de conclusão, sendo que este é o primeiro a ser construído em um estaleiro chinês), vários tipos de armas avançadas anti-navio, várias versões de submarinos avançados e muito mais, Pequim claramente está em curso para se tornar uma das potências militares mais perigosas do mundo, ao lado da Rússia e dos EUA.

A Rússia e a China recentemente se aproximaram para colaborar e limitar a influência dos EUA em todo o mundo. No entanto, as relações entre as duas grandes potências nem sempre foram boas.

Pak Fa T-50 #0A República Popular da China e a União Soviética até travaram uma breve guerra não declarada na fronteira em 1969, destruindo a ilusão de um bloco comunista coeso. Embora a China e a Rússia pós-soviética tenham boas relações, há sempre a possibilidade de que, no futuro, seus interesses possam divergir. Em caso de conflito, o poder aéreo desempenharia um papel fundamental.

Se houvesse uma guerra no Extremo Oriente da Rússia, onde um conflito com a China poderia ocorrer, o alcance será um fator importante. Embora não haja informações específicas disponíveis sobre o desempenho e alcance do J-20 ou do PAK-FA, dado o tamanho do avião chinês, suspeita-se que ele tenha ‘longas pernas’. Provavelmente também tem uma carga muito maior. Em geral, o J-20 poderia ser mais útil se fosse usado como um avião de ataque.

É difícil dizer o que aconteceria se os dois aviões se encontrassem em uma batalha aérea. Nunca houve um caso em que dois aviões furtivos se encontraram em um duelo ar-ar. Até recentemente, o Lockheed F-22 Raptor era o único caça stealth operacional no planeta. Aeronaves anteriores como o F-117 e o B-2 são, obviamente, otimizadas para ataques de ar-terra.

pak-fa-t-50Se o J-20 e o PAK-FA revelarem-se genuinamente furtivos, um engajamento aéreo pode se transformar em um combate aéreo visual. Isso supondo que as duas forças opostas poderiam encontrar um ao outro.

Pode-se imaginar que o radar de baixa freqüência seria capaz de direcionar os grupos de jatos diretos ao combate. Os jatos russos e chineses poderiam então ser capazes de localizar uns aos outros com mais precisão usando sensores de infravermelho. No entanto, discernir dados precisos de alcance de um sensor de infravermelho é problemático e não está claro se a Rússia ou a China tem tecnologia de qualidade para essas câmeras. Assim, mesmo com IR, nenhum dos lados seria capaz de atirar no modo BVR.

Isso significa que as duas forças opostas seriam forçadas a uma luta de alcance visual. O J-20, que é propulsado por motores destinados ao Sukhoi Su-27, está em uma enorme desvantagem. Comparado ao PAK-FA, o J-20 é submotorizado. Além disso, o PAK-FA possui empuxo vetorado tridimensional, conferindo-lhe manobrilidade excepcional em baixa velocidade. Isso significa que o avião russo provavelmente tem um raio de virada e desempenho alto ângulo de ataque. Mas se ambos os lados tiverem mísseis de ponta alta e sistemas de mira montados no capacete, o J-20 pode ter um tiro de sorte, no entanto, o PAK-FA provavelmente ainda tem vantagem.

sukhoi_t_50_chengdu_j_20_fightersEm última análise, tudo isso é pura especulação e esperamos que continue assim. Uma guerra entre a Rússia e a China não seria boa para nenhuma das nações e poderia arrastar outras nações e levar a um conflito mais amplo…


FONTE: Warrior

Anúncios

67 COMENTÁRIOS

  1. o J-20 é mais furtivo, mas pak-fa deve ser superior nos outros quesitos, eu apostaria no pak-fa pelo conjunto da obra

    • Como caça e interceptador eu também fico com PAK. Mas para o cenário do Pacífico, com radares e navios por todos os lados, eu confio mais no J-20 mais furtivo. Não digo que o Pak não dê conta, mas o j-20 pode estar bem estar mais seguro contra ameaças do solo como S-300, Patriot ou Aegis.
      O PAK por baixo decepciona um pouco em Stealth.

      Isso se o J-20 for mesmo um caça de 5g além da aparência.

      • os russos fizeram uma aeronave furtiva o bastante pra se valer da detecção passiva e do alcance do armamento stand-off sem perder outras características que eles consideram fundamentais, acho que ele poderia em termos de forma ser tão furtivo quanto o J-20 ou F-22, mas já que os russos o fizeram assim, paciência.

        • Mas pensado em um avião que vai atacar de dentro da Rússia para fora e fazer escolta no ártico ele deve dar conta muito bem. Para a versão indiana, que deve atravessar as defesas chinesas (que serão quase tão boas quantos as russas), mais furtividade poderia ser melhor.

          • baseado naquele desenho conceitual do "super shukoi" que a india pretende construir em conjunto com a russia, da pra ter ideia de algumas mudanças que eles poderiam fazer no FGFA, algumas que eu realmente não entendo por que os russos não adotaram

            • Os indianos estão pedindo muito. Vai demorar pra ficar pronta a versão deles. Acho que vai ser como flanker, não vai parar de evoluir nunca.

              Só que no fim eles vão ter um avião bem caro para os padrões russos, muito possivelmente mais caro que o F-35. A medida que a tecnologia russa alcança a ocidental os custos também sobem. Se um su-35 já custa US$ 70 milhões, o Pak-fa com 5 radares vai passar dos 100.000.000.

              • Esses 5 radares vão brilhar muito no RWR… Mesmo que 4 desses sejam de banda-L.

                • acho que só dois são de banda L, e também não creio que vão iluminar os 5 num mesmo ponto, já que dois deles ficam voltados pras laterais

                • Esse é justamente o ponto, pode ser um "All-aspect radiation" lol…

                  Agora falando sério, os RWR modernos como o ALQ-94 são muito sensíveis, e talvez manter os 5 radares ligados não seja uma boa táctica contra caças furtivos.

                • acho que manter 1 radar ligado não é uma boa tática contra furtivos

                • No meu chute de como os combates 5G vão ser, quanto menor a assinatura do radar, infravermelho e radiação, melhor, por isso acredito que manter os 5 radares ligados não seja uma boa, mas esse sou eu.

                • Em 2030 esses radares de banda L podem transmitir mais informação do que recebem. Capaz de um, ou dois F-35 juntos, triangularem uma solução de tiro antes do PAK-FA detectar qualquer coisa.

                • Só que os PAK-FA vão herdar as mesmas tecnologias. Coisa que nem é tão moderna, essa de datalink sem suporte de terra. Nao é simples.

                • O ponto é que manter os 5 radares ligados vai emitir muita radiação, e com isso um F-35 pode ter uma solução de tiro. Ninguém disse que o PAK-FA não poderia fazer o mesmo.

  2. .A preocupação com furtividade no j-20 parece maior até agora, provavelmente ele vai enfrentar alguns dos problemas que os americanos enfrentaram. Em um confronto direto eu ficaria com PAK-FA que deve ser um avião melhor e com RCS baixa o suficiente para combate aéreo, além do ECM.

    Mas em diversos outros tipos de missão talvez seja melhor o J-20, quando estiver pronto em 2025. Isso supondo que ele venha a ser um caça de quinta geração na parte de eletrônica um dia.

    • dependendo do armamento desenvolvido pra ele o J-20 deve ser superior em missões SEAD e de ataque contra alvos bem defendidos, por ser mais furtivo

      • Isso também depende muito da avionica embarcada no J-20, o RWR faria muita diferença.

        • por falar em avionica, o pak-fa tem o Himalayas, mas pouco se sabe (ou quase nada) sobre a real capacidade chinesa

          • Não sabemos nada sobre as reais capacidades da avionica de quinta geração russas e chinesas, vai demorar até que comecem a revelar.

            Do F-35, nós sabemos bastante…

            • os russos pelo menos falam do conceito buscado, já os chineses são uma incógnita completa

      • Como aeronave tenho certeza que o PAK será muito melhor. Vai atender bem as necessidades da força aérea russa, principalmente intercepatação, defesa e escolta.. Mas se vão atirar mais mísseis contra ele, talvez isso não adiante muito. A capacidade de inteligência eletrônica e home-on-jam está crescendo rápido.
        Com a quinta geração, em 2030, discutir combate aéreo com base na experiência vietnam e guerra do golfo como fazem hoje não vai ter nenhum sentido.

        Melhor ter que usar o ECM o mínimo possível e isso só se consegue sendo furtivo o máximo possível.

        • o que eu gostaria de saber do pak-fa, é qual será a capacidade de evolução da plataforma, o quanto ela conseguirá incorporar novos sistemas, tendo por base o quanto eles gostam de lançar variantes de modelos base ele deve evoluir muito ainda

        • Não usar ECM pra ser furtivo não é regra, se o J-20 tiver um ECM de ataque como o F-35, e não um simples ECM de auto-defesa, a coisa muda muito.

      • Sério que está duvidando do 'vermelhinho' do blog? kkkjjjj

      • Caro Scarface

        Temos alguma informação com relação a sua avionica, não.
        Seu motor ainda não está pronto.
        Sua cobertura RAM até hoje nada.
        O único caça 5G efetivo é o F-22.
        Continuo com a minha opinião, o PAK-FA é um 4,5G com aspirações a ser 5G no futuro.

    • Depende do que você considera 4,5G. Se você considera o Gripen E um 4,5G, então o PAK FA é mais do que isso

      • Caro Marcelo

        Conheço pouco de aviação, tento aprender o máximo, porém de certa forma eu não seria idiota de comparar um Gripen E com o PAK-FA.
        Mantenho minha opinião, o PAK-FA é um 4,5G avançado e como disse acima, com aspiração de ser 5G.
        Considerar hoje o PAK-FA como 5G hoje seria tolice de minha parte, só temos protótipos e ainda teve suas encomendas reduzidas pela VKS.
        Minha opinião
        Sds

        • Ok, mas não entendi porque seria idiota da sua parte ou de quem quer que seja comparar o Gripen E com o PAK FA. De certa forma, estão sendo desenvolvidos ao mesmo tempo, contemporâneos, e em caso de conflito no Báltico, fatalmente se cruzarão, então acho válido compará-los sim. E ele (Gr E) se qualifica no que se convencionou chamar de "4.5G". Nesse caso, o PAK FA seria um 5G, caso se confirme que tenha um RCS bem mais baixo que o próprio Gripen E, por exemplo.
          Abraços

    • Bom, o PAK-FA é stealth (tem geometria frontal VLO e 70% da superfície é composta de materiais RAM compostos, não são apenas placas de titânio como as aeronaves de 4ª geração…), é supermanobrável, tem supercruise mesmo com os motores atuais, é multirole, tem inúmeros radares e sensores portanto terá fusão de dados, a aviônica deve ser igual ou superior à do SU-35. Em minha modesta opinião ele se qualifica sim como caça de 5ª geração. Se for pra fazer o checklist, até mais do que o F-35, que não é nem supermanobrável nem tem supercruise (eu sei que vão falar que estas características não são necessárias para o F-35, mas são características introduzidas pelo próprio F-22…).

      • Não, não nada a ver com ser necessário ou não. O F-35 é um caça Lo, tem requerimentos 5G diferentes do F-22 que é um caça Hi.

        O PAK-FA, J-20 e F-22 são caças Hi, e possuem requerimentos de caças Hi, já o J-31 e F-35 são caças Lo, e possuem requerimentos de caças Lo, e para os americanos, supermanobrabilidade e supercruise não são um requerimento para caças Lo.

        O PAK-FA pode não ser um 5G na visão do ocidente, mas se a Rússia o considera 5G, é tudo que importa. O mesmo se aplica ao J-20.

        • Bom, só se for agora, porque o programa de caça lo, que gerou o F-16 tinha requisito de alta manobrabilidade.

          • Acho que ficou bem claro que estou falando de requerimentos 5G, no mais, alguém tem o chart de manobrabilidade do F-35A pra comprovar que o mesmo não manobra bem? Pois adoram falar que o F-35 é um Turkey, mas nenhum tem alguma documentação/chart que comprova tal coisa, até porque é confidencial.

    • não fiz a pergunta querendo ser grosseiro e nem estou sendo agora,mas eu acho que a Cobertura RAM ainda não foi aplicada e o motor não é o definitivo,enfim eu acredito que o vetor é de 5G porém ainda não está completamente desenvolvido,não sou vermelhuxo ou defensor da rússia nada disso,mas o que vejo em alguns comentários é o completo desdenho de equipamentos não ocidentais,vale salientar que a rússia é um país com longa tradição em aviação militar não um país que fabrica teco-teco e começou do nada a fazer caças.

      Sds.

    • Como a geração de um caça é apenas uma convenção, pode colocar ele onde você quiser. Resta saber se o resto do mundo vai adotar sua classificação. Até agora não tem adotado, todos as publicações reconhecem o J-20 e o Pak-fa como quinta geração…

    • Pois é, os russos logo logo vão estar de motor novo, mas a situação pode ser pior para os chineses.

        • Funções diferentes. O J-20 está mais para os F-15C do que para os F-22. O PAK-FA busca ser mais "leve" do que o Su-35 desde o começo.

          E motor é definitivamente o problema, nem a NPO Saturn nem a Progress têm previsão de apresentar um motor de empuxo decente e consumo adequado, e que caiba em naceles menores do que as do AL-31F, para haver espaço de cobertura RAM.

          • O F-119 está realmente se mostrando uma obra de arte, empuxo vetorado, potência, bocal furtivo, tudo encaixadinho e integrado à fuselagem.

            • Eu não penso que o motor atual seja um problema, com o motor atual o PAK-FA já voa melhor que um Su-35 e consegue manter 1.2 sem pós-combustão.

              Não sei se supercruise de mach 1,5 é tão essencial.

              Ainda mais porque o PAK terá reserva de combustível acima da média e pode utilizar o PC com mais liberdade e por mais tempo que a maioria dos caças.

              • apenas um dado, o su-35 leva mais combustivel interno do que o pak-fa, mas o pak-fa é mais leve e terá menos arrasto por levar armas internamente

                • Mas, terá um motor bem mais potente, que certamente vai consumir bem mais.

                  Não duvido ver o PAK-FA, depois dos novos motores, fazendo supercruise de mach 1.6.

  3. Num epotetico conflito entre china e russia os eua iam ficar de que lado.

    • levando em consideração a economia seria da china, mas acho que intervir a favor de algum deles levaria o lado perdedor a tomar medidas desesperadas de por as armas nucleares no jogo

    • Se for a rílari a presidanta, do lado chinês.
      Se for o trumpinator, do lado de um cooler cheio de budweiser vendo NFL na TV.

    • Fará do mesmo jeito que fez no ínicio da Primeira Grande Guerra, sentará na cadeira e assistirá o circo pegar fogo.

      Será uma oportunidade única de reaquecer seu parque industrial e se tornar mais competitivo novamente.

    • AWACS sendo caçados por aviões com mísseis ar-ar de médio alcance. Por isso os russos se interessam tanto em manter os MiG-31BM e os Tu-22M3 operacionais. Cegando os AWACS o equipamento stealth dos EEUU perde eficácia.

      • Nenhum MiG-31BM, muito menos o Tu-22 devem chegar perto de um AWACS, seja russo ou americano. Um AWACS sempre ficam muito bem escoltados, se um MiG-31 com seu enorme RCS chegar ao menos 600km de distancia de um AWACS, será interceptado e abatido.

      • os russos teriam que obrigatoriamente utilizar o pak-fa pra essa função, pra ter chances de entrar na NEZ do R-37 e conseguir abater o AWACS

  4. Essa é a grande pergunta.
    .
    PAK FA vs J-20.
    .
    E não é necessariamente por conta de um conflito Rússia X China. O grande entrave da região é a queda de braço entre Índia e China.
    .
    Índia e China são inimigos declarados e os Chineses tem como forte aliado os Paquistaneses, um complicador a mais. É difícil prever o futuro mas, quem os Russos apoiam nesta queda de braço? Os Chineses? Difícil… Isso muda todo o Status e influência dos Russos na balança mundial. Apoiar os Chineses significa apoiar um concorrente e inimigo comercial.
    .
    Muitos pensam que os Russos lutariam ao lado dos Chineses em futuros conflitos. Não vejo por este lado. Os Russos não estão muito distante dos Japoneses na lista negra dos Chineses. E os Russos sabem disso e mantem fortes relações com os Indianos.
    .
    Não duvidaria de uma aliança no futuro, com o intuito de conter o avanço Chinês englobar Japoneses, Russos, Indianos, Koreanos e Americanos.
    .
    A China é a Alemanha Nazista de nosso Século.

  5. Acho cedo pra apostar as fichas em um dos dois, porém o J-20 parece ter uma grande preocupação em reduzir o RCS, também tenho a impressão que a curva de desenvolvimento do J-20 é mais inclinada, os chineses mostraram progredir muito rapidamente, num cenário até 2030 é bem possível que já tenham um bom motor de fabricação própria.
    Ambos, Rússia e China prometem uma nova geração de radares embarcados que neutralizar boa parte da vantagem que os stealths possuem no esfera ar-ar.
    Seja qual for a situação numa comparação simples entre vetores fica assim:

    Pontos fortes do J-20
    -Rápida Curva de desenvolvimento
    -Características Furtivas muito promissoras

    Pontos fortes do T-50
    -Motorização Própria
    -Sensores e radares em várias frequências

    Lembrando que Rússia e China assumem publicamente já possuírem meios de contrapor aviões stealths por meio dos seus sistemas de defesa terra-ar.

  6. PAK FA vs F35 … esse é o duelo do futuro, o J 20 está mais para F22 ,,, apenas opinião pessoal.

  7. Tem algo nesse J-20 que não parece correto, muito grande, desproporcional, motores subdimensionados. Resumindo: apesar do acabamento RAM parecer ser de melhor qualidade que o PAK FA, se fosse para apostar, colocaria tudo no lutador russo. O PAK FA terá motores melhores e sensores melhores e na minha opinião, "stealthiness" não é tudo. Os radares e os IRSTs estão melhorando rapidamente.
    Abraços

  8. Concordo com a maioria dos comentários:

    O PAKFA é mais caça de superiodade aérea como o SU-27/SU-35 ou o F-15/F-22.

    O J-20 é mais um caça-bombardeiro, mas com capacidade ar-ar aumentada graças a eletrônica avançada da mesma forma que um F-35 ou um SU-34.

    Em um combate ar-ar, se for para o dogfight o PAKFA leva fácil. 🙂

    []'s

  9. Melhor coisa do Cavok é que as reportagens são complementadas com muita informação nos comentários. Já viram o startup do F-22 no youtube? Esse avião é diferente em tudo. PAK-FA e J-20 tem que evoluir muito ainda. O F-22 tem a superioridade agora que o F-15 teve em seu tempo. Quem jogou supertrunfo sabe..rs

    • O Cavok é bom porque os trolls são banidos.

      Não tem comentaristas chamando o F-35 e F-22 de abacaxis nem outros dizendo que caças russos são lixos obsoletos!

      Em alguns espaços o pessoal desqualifica demais a Rússia sem respeito nenhum, em outros, são crianças querendo provar que tecnologia russa é a melhor coisa do mundo por causa de números divulgados na internet. Aí as discussões não evoluem e ninguém se respeita.

      Se é para estragarem as discussões falando bobagem tem mais é que censurar, banir e expulsar os adolescentes e os trolls! Dane-se a liberdade de opinião.

Comments are closed.