O jato executivo G650ER da Gulfstream bateu mais dois recordes entre cidades pares. (Foto: Gulfstream)

A Gulfstream Aerospace anunciou que o jato executivo Gulfstream G650ER reivindicou mais dois recordes entre cidades pares. As realizações destacam o desempenho superior da aeronave e o compromisso da empresa em oferecer aos clientes as opções de viagens em alta velocidade.

O jato G650ER decolou do Aeroporto Internacional John Glenn Columbus, em Ohio e pousou no Aeroporto Internacional Pudong, em Xangai, 14 horas e 35 minutos depois, cobrindo 6.750 milhas náuticas (12.501 quilômetros) a uma velocidade média de cruzeiro de Mach 0,85.

Após esse voo, a aeronave voou 6.143 nm (11.377 km) entre o Taipei Taoyuan International Airport, até o Scottsdale Airport no Arizona, cruzando em Mach 0,90 toda a viagem. O tempo total de voo foi de apenas 10 horas e 57 minutos.

“O G650ER é o único jato executivo que poderia fazer a viagem exigente entre Columbus e Xangai sem escalas”, disse Scott Neal, vice-presidente sênior de vendas mundiais da Gulfstream. “Quando você fala com os clientes, o que muitos deles precisam é mais tempo. Esses registros demonstram a capacidade do G650ER de dar aos nossos clientes exatamente isso. Sabemos que o tempo é precioso, e as oportunidades são melhores atendidas quando os clientes chegam rapidamente e revigorados.”

Na pendência da aprovação da Associação Nacional de Aeronáutica dos EUA, os registros serão enviados para a Federação Internacional de Aeronáutica na Suíça para reconhecimento como recordes mundiais.

O G650ER e seu avião “irmão”, o G650, possuem mais de 60 recordes combinados. Em janeiro de 2015, o G650ER completou o voo mais distante de sua história. A aeronave percorreu 8.010 nm (14.835 km) sem escalas, entre Cingapura e Las Vegas, em pouco mais de 14 horas.

O G650ER pode percorrer 7.500 nm (13.890 km) a Mach 0,85, enquanto o G650 pode percorrer 7.000 nm (12.964 km) a Mach 0,85. Ambos têm uma velocidade de operação máxima de Mach 0,925.

A aeronave possui a maior cabine de jatos executivos, com várias comodidades para tornar a vida a bordo confortável e produtiva, incluindo assentos mais largos, as maiores janelas, os níveis de som da cabine mais silenciosos e a menor altitude da cabine.

Anúncios

7 COMENTÁRIOS

  1. Quanto será que custa, em média, um jatinho desses??

    Algo tipo 25 milhões?

    • Custa 65 milhões de dólares, com 25 milhões vc compra um Embraer Legacy 600 inferior. Com 18 milhoes compra um Legacy 500, estes brinquedos de milionários custam caro.

    • É a altitude externa equivalente à pressão interna da cabine em certo nível de vôo da aeronave. Vale lembrar que os aviões pressurizados funcionam com um diferencial de pressão entre o ambiente externo e o interior da cabine. Para tanto é utilizado ar "sangrado" (desviado) do motor. Assim, apenas por exemplo (e hipoteticamente), se o avião estiver voando a 33.000 pés (nível de vôo 330, 10.050 metros), e a cabine tiver um diferencial de pressão de "X" lb/psi, a pressão interna da cabine seria equivalente à altitude de 6.000 pés ou 1.850 metros, aproximadamente. Quanto maior a altitude da aeronave, maior a altitude cabine, lembrando que quanto menor a altitude da cabine, mais confortável (e menos desgastante) será o vôo.

  2. Esses cara sabem mesmo fazer esses jatos, não é de hoje que quebram recordes…

Comments are closed.