O jato de combate leve (LCA) Tejas, deve ser considerado plenamente capaz na Força Aérea Indiana nesta semana.

A aeronave de combate leve (LCA) Tejas, desenvolvida e construída Na Índia, atingirá a Capacidade Operacional Final (FOC) no dia 4 de janeiro, dezoito anos depois que o primeiro protótipo da aeronave tomou forma, informou a mídia indiana nesta quarta-feira.

“O LCA Tejas e o Sistema de Alerta Aéreo Antecipado e Controle (AEW&C) estão na fase final de desenvolvimento depois de passarem por todos os testes”, disse o presidente da ADA, Satheesh Reddy, em entrevista à All India Radio.

O Tejas é um caça supersônico de quarta geração que será introduzido na frota da Força Aérea Indiana (IAF). A variante do caça leve para a Marinha Indiana é projetada e desenvolvida pela Agência de Desenvolvimento Aeronáutico (ADA), pelo DRDO e construída pela Hindustan Aeronautics Ltd (HAL).

A IAF formou sua primeira unidade com o jato Tejas (Esquadrão Nº 45 “Flying Daggers”) no dia 1º de julho de 2016,  com duas aeronaves, enquanto a FOC para sua versão armada ainda está pendente.

O DRDO também está construindo a próxima geração de AEW&C na plataforma Airbus para melhorar a vigilância e detecção com maior alcance e visão completa para a IAF.

A plataforma terá um alcance de 300 km e um ângulo de cobertura de 360 graus contra um alcance de 200 km e um ângulo de 240 graus de cobertura do AEW&C do DRDO construído no jato brasileiro Embraer EMB-145 modificado para a IAF no passado.

Anúncios

5 COMENTÁRIOS

  1. Da versão biposto eu gosto: um avião de treinamento na classe do TA-50. Monoposto, é um desperdício.

  2. Um projeto que nasceu morto! Muitos recursos públicos desperdiçados, porém alguns com os bolsos cheios. Parece uma certa ‘putênfia’ sulamericana.

  3. Todos os componentes críticos são importados.

    O Brasil gastou uma fortuna no AMX e agora contratou a Leonardo para dar suporte.

  4. Considerando a eternidade que foi o desenvolvimento dessa aeronave, vale a pergunta: Será que agora vai ?

Comments are closed.