KC-390 que deve ser entregue este ano para FAB.

A Força Aérea Brasileira (FAB) assinou nesta quarta-feira (03/04) um acordo de compensação ligado ao KC-390 para investimentos no setor aeroespacial do Brasil. Em contato feito durante a LAAD 2019 Defence & Security, a Rockwell Collins, empresa responsável por componentes da nova aeronave multimissão da FAB, se comprometeu a investir no desenvolvimento de sistemas, capacitação de profissionais e fabricação de artefatos – em sua maioria, ligados à manutenção do KC-390.

“A empresa trabalha com sistemas aviônicos da aeronave, e por isso eles estão capacitando empresas nacionais para fazer o apoio e a manutenção desses sistemas no futuro. O contrato offset visa a compensação de grandes investimentos feitos envolvendo empresas internacionais. O país busca um retorno para a economia do país, para que o contrato traga benefícios para o Brasil”, afirma o Chefe da Subdivisão de Acordos de Compensação da Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (COPAC), Tenente-Coronel Intendente Rodrigo Antônio Silveira dos Santos.

Representando a FAB, o Presidente da COPAC, Brigadeiro do Ar Marcio Bruno Bonotto, firmou o contrato com a empresa. O acordo prevê também um investimento distribuídos entre diferentes regiões do Brasil: os beneficiários serão empresas situadas nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

O Tenente-Coronel Silveira explicou como são caracterizados os contratos offset. “Existem dois tipos: o direto, que visa uma compensação envolvendo especificamente o produto adquirido, ou o offset indireto, que visa a capacitação nacional para outros serviços não relacionados à compra específica. A compensação pode ser industrial [investimento na indústria nacional], comercial [outras transações] e tecnológica [fomento de institutos de tecnologia e transferência de conhecimento]”, explicou.


Fonte: Agência Força Aérea, por Tenente Felipe Bueno

1 COMENTÁRIO

  1. isso é bom para manter no Brasil a tecnologia dos aviônicos do KC-390. Espero que a crise fiscal do Brasil não atrapalhe

Comments are closed.