Painel do helicóptero H135 Helionix. (Foto: Airbus Helicopters)

Durante sua participação na LAAD Defence & Security – Feira Internacional de Defesa e Segurança que acontece no Rio de Janeiro de até esta sexta-feira, 7 de abril, a Helibras anunciou a venda de dois novos H135 Helionix para o Governo do Ceará.

Os helicópteros serão incorporados à frota da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas – Ciopaer e serão dos primeiros H135 no Brasil a contar com o mais recente sistema de aviônicos Helionix®. Para receber a homenagem em comemoração à aquisição, esteve presente no estande o Secretário de Segurança do Estado do Ceará, André Costa, e uma comitiva do estado.

Projetado pela Airbus Helicopters, o inovador sistema Helionix® oferece maior flexibilidade e segurança na operação. Com uma interface homem-máquina (HMI) muito mais moderna, o Helionix® exibe todos os parâmetros de voo, bem como os dados de gerenciamento da aeronave, em uma única tela. A função Part Time Display apresenta resumidamente esses mesmos parâmetros, permitindo ao piloto avaliar rapidamente a situação, o que reduz a carga de trabalho a bordo e aumenta a concentração na missão.

O Helionix® é altamente modular, com redundâncias que garantem a segurança na operação e totalmente integrado a um piloto automático de 4 eixos. Seu moderno cockpit conta com 3 robustos displays digitais compatíveis com o uso de óculos de visão noturna (NVG). Com suas duas telas touchscreen de GPS/ NavCom GTN-750, o Helionix® garante um sistema único, com dados de GPS, navegação e comunicação e sistema de Alerta de Tráfego TAS620A, para a detecção de outras aeronaves, totalmente integrados.

O sistema também permite um monitoramento do status de todos os subsistemas do helicóptero o que facilita os registros e a execução das manutenções da aeronave.

Os helicópteros H135 serão entregues em 2017 e 2018, em configuração multimissão, reforçando a frota de biturbinas da CIOPAER na expansão das atividades de segurança pública e em operações aeromédicas no interior do estado do Ceará. “A Ciopaer se consolida, com essa aquisição, como uma robusta organização de Aviação de Segurança Pública, vanguardista na evolução de sua frota”, declarou o Comandante Aristóteles Tavares, Coordenador da Ciopaer.

A Coordenadoria já opera 6 helicópteros, todos da marca Airbus / Helibras, sendo 2 monoturbinas (AS 350) e 4 biturbinas (EC135 e EC145). O Estado também conta com o suporte local da Helibras com a presença permanente de um assistente técnico destacado pela fabricante e o apoio de uma oficina parceira da Helibras, em Fortaleza.

O Nordeste brasileiro é um polo importante para o desenvolvimento do mercado aeronáutico de asas rotativas. A região já conta com mais de 60 helicópteros da marca em atuação, sendo 24 somente no Ceará. “Temos planos de expansão na região para oferecer atendimento completo aos clientes”, adiantou Dominique Andreani, vice-presidente de Negócios e Serviços da Helibras.

Helicóptero H135 equipado com o Helionix.

A assinatura foi realizada entre o Governo do Estado e um fundo de investimento alemão que é parceiro do Ceará em um projeto de Modernização Tecnológica do Estado.

“Mais uma vez agradecemos a confiança do CIOPAER em nossos produtos. Essa escolha confirma o ótimo custo beneficio dos modelos H135 Helionix®, além de sua versatilidade, potência e capacidade de operar sob exigentes condições, fazendo-se cumprir ainda melhor as missões de voar para proteger e salvar”, finaliza Dominique Andreani, Vice Presidente de Negócios e Serviços da Helibras.

3 COMENTÁRIOS

  1. Interessante! Mais interessante ainda é que não se tem notícias de um desses famosos bi-turbinas serem usados para deslocar policiais para atuar ações para combaterem assaltos a bancos, fato que infesta o Ceará ultimamente. Ao que parece, mesmo sendo mais potentes e com capacidade de carregar mais soldados do que o esquilo mono-turbina, nenhum 'brilhante' estrategista da PM, formado em academia e tudo, pensou em criar um grupamento aerotransportado para reforçar o policiamento do interior do estado em caso de assalto a bancos por exemplo! As quadrilhas tem de 10 a 30 elementos, chegam as cidades do interior em vários carros atirando para cima e cercando as delegacias e instalações da PM que tem no máximo de cinco a seis soldados incluindo o comando, explodem agencias bancárias (assaltam todas que existem!) fazem reféns e sempre conseguem escapar sem deixar rastros! Cadê os helicópteros? Cadê o reforço aéreo de deslocamento rápido? Não tem! Mas eles voam! Fazendo o quê ninguém sabe! Ah! Esses dias pelo menos para salvar um menino mordido de cobra no interior um deles serviu! Os bandidos sempre invadem o Ceará para assaltar bancos vindos do Pernambuco e ou da Paraíba, mas tem helicópteros patrulhando os acessos as cidades do interior próximas? Especialmente nos dias de pagamento de aposentados, bolsa-família, funcionalismo, quando os bancos recebem reforço de caixa?Néééé! Mas é bonito ver eles voando em pares pelo orla marítima, principalmente nos finais de semana. Decolam do Aerop.Pinto Martins e ficam indo da praia de icaraí até Morro Branco…bonitinho! Mas inutéis!

Comments are closed.