O poderoso sensor EOTS do F-35 possibilita fundir os sistemas FLIR e IRST.

A Lockheed Martin entregou o 400º sistema eletro-óptico de pontaria (EOTS, Electro-Optical Targeting System) para o caça furtivo F-35 Lightning II. O 400º EOTS foi concluído no âmbito do 11º contrato de Produção Inicial de Baixa Taxa (LRIP) e cada sistema foi entregue a tempo ou antes do previsto.

“Atingir esse marco demonstra o crescimento e a dedicação do programa F-35 EOTS”, disse Michael Williamson, vice-presidente de Sensores e Sustentabilidade Global da Lockheed Martin Missiles and Fire Control. “Estamos orgulhosos de desenvolver e integrar um sistema que ajuda os pilotos do F-35 a completar suas missões com segurança e eficácia. A equipe EOTS está comprometida com a qualidade do sistema, entregas pontuais e reduzindo continuamente os custos enquanto aumenta o desempenho do sensor F-35 EOTS”.

O sensor EOTS instalado na parte frontal de um F-35.

O F-35 EOTS é o primeiro sensor do mundo a combinar as funções de busca e rastreamento infravermelho (IRST) e visor frontal infravermelho (FLIR) para fornecer aos pilotos do F-35 uma capacidade precisa de direcionamento ar-ar e ar-solo. O EOTS permite que os tripulações de voo identifiquem áreas de interesse, realizem reconhecimento e entreguem com precisão armas guiadas a laser e por GPS.

Com tecnologia stealth, sensores avançados, capacidade e grande alcance de armas, o F-35 é o caça com grande capacidade de sobrevivência e mais conectado já construído. Mais do que um jato de combate, a capacidade do F-35 de coletar, analisar e compartilhar dados é um poderoso multiplicador de forças que aprimora todos os recursos aéreos, de superfície e terrestres no campo de batalha e permite que homens e mulheres uniformizados executem sua missão e voltem para casa em segurança.

Anúncios

1 COMENTÁRIO

  1. éu uma computador voador mais moderno que o F-22. o Ruim que leva poucos tiros para o canhão na Versão C e A. Espero que já tenham instalado um bom Firewal para não derrubarem o sistema via satélite.ou quando conectados nas bases com o fabricante nos EUA. Países que não participaram do programa perderam uma oportunidade. Bélgia pode se redimir.

Comments are closed.