O terceiro caça F-35A destinado para Real Força Aérea Australiana deixa a linha de montagem da Lockheed Martin em Fort Worth, Texas. (Foto: CASG)

A terceira aeronave F-35A destinada para Real Força Aérea da Austrália (RAAF) saiu da linha de montagem na instalação de produção da Lockheed Martin em Fort Worth, Texas, marcando outra importante etapa no projeto F-35A australiano.

O Ministro da Indústria da Defesa da Austrália, o deputado Hon Christopher Pyne, disse que as marcações do Esquadrão Nº 3 foram aplicadas à aeronave no início de novembro, etapa final no processo de produção antes que a aeronave passe pelas várias semanas de testes de voo e no solo em Fort Worth.

“A conclusão do nosso terceiro Joint Strike Fighter é uma conquista significativa para o projeto australiano F-35A”, disse o ministro Pyne. “É particularmente excitante que um componente-chave – a peça de cauda – seja fabricado na Austrália, pela empresa australiana Marand Engineering”.

“À medida que o programa amadurece, cada vez mais partes do Joint Strike Fighters que estão seguindo para países de todo o mundo virão da Austrália”, adicionou Pyne. “Mais de 50 empresas australianas compartilharam diretamente mais de US$ 800 milhões em contratos de produção até agora, enquanto outras centenas estão se beneficiando indiretamente através de cadeias de suprimentos”.

Outras oportunidades para que a Indústria Australiana participe do Programa F-35 através de tarefas regionais para o reparo da segunda parcela de componentes da aeronave deverão ser anunciadas em 2018.

Anúncios

3 COMENTÁRIOS

  1. E a pergunta que não quer calar ? Estão aptos para combate ou com um versão do software que só serve para treinamento ?

  2. Estão aptos para combate virtual…
    Quando vão começam a montar o Gripen E da Bananalândia???

Comments are closed.