A Lockheed Martin, fabricante do F-35 Lightning II, projetou um novo suporte de armas para permitir que a aeronave carregue dois mísseis ar-ar adicionais internamente.

O novo suporte, chamado de Sidekick, permite que cada um dos dois compartimentos de armas do F-35A da Força Aérea e do F-35C da Marinha dos EUA transporte três mísseis ar-ar de médio alcance AIM-120 (AMRAAM) em vez dos dois atuais, elevando para 6 o total de AMRAAMs carregados internamente.

O suporte foi desenvolvido inteiramente com fundos da Lockheed.

O Sidekick não é compatível com o F-35B, pois este possui um compartimento de armas menor.

O F-35 pode transportar mais AMRAAMs em cabides subalares externos, mas transportar mais dois internamente preserva as características stealth do F-35.

Os mísseis extras adicionam um pouco de peso, mas não estão adicionando arrasto extra“.

A Lockheed também está trabalhando na integração da capacidade de armas hipersônicas no F-35.


Com informações de Sea Power Magazine

Anúncios

2 COMENTÁRIOS

  1. Apesar do anúncio oficial, já no final de 2017 se falava sobre o Sidekick:

    "Um exemplo é o próprio projeto "Sidekick" do fabricante da aeronave que está prestes a colocar mísseis AMRAAM em cima uns dos outros para que o F-35 seja capaz de voar com seis desses mísseis ar-ar internamente em vez de quatro, como acontece atualmente. A Lockheed Martin terá um protótipo logo em testes operacionais".

    https://www.tu.no/artikler/kun-ett-kryssermissil-

    Não se sabe exatamente como está o projeto, uns falam em estágio avançado outros dizem ainda na fase de maquete…

Comments are closed.