Um CH-53K King Stallion levanta um Joint Light Tactical Vehicle durante uma demonstração no dia 18 de janeiro. Usando o gancho de ponto único, o helicóptero pairou numa altitude de até 100 pés por aproximadamente 10 minutos enquanto carregava o veículo de 18.870 libras. (Foto: Marinha dos EUA)

Como parte do plano da Força Aérea de Israel (IAF) para modernizar sua frota de helicópteros pesados, representantes da Lockheed Martin/Sikorsky e do Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos (USMC) estiveram reunidos em Israel nesta semana com altos funcionários da IAF e do Ministério de Defesa de Israel para avaliar o helicóptero de carga pesada CH-53K King Stallion.

Os pilotos da Força Aérea israelense, incluindo oficiais superiores, já voaram o Sikorsky CH-53K King Stallion, e Israel está mostrando interesse no helicóptero como substituto do veterano helicóptero Yasur.

A IAF está modernizando sua frota de helicópteros de carga pesada, já que seus helicópteros Yasur antigos devem ser substituídos até 2025 quando tiverem mais de 50 anos. Conseqüentemente, Israel está considerando comprar 24 helicópteros de transporte pesado. Os dois competidores são o CH-53K King Stallion e o CH-47F Chinook da Boeing.

Representantes da Sikorsky e do Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos, foram recebidos pelo CEO do Lockheed Martin em Israel Brig. Gen. (reserva) Shiki Shani, reuniram-se com funcionários do Ministério da Defesa de Israel e da IAF. A delegação dos EUA foi liderada por Elizabeth Parcella, diretora do programa internacional CH-53K da Sikorsky, Frank Crisafulli, diretor de vendas internacional de helicópteros pesados na Sikorsky e o coronel Hank Vanderborght, gerente de programa do helicóptero pesado do Corpo de fuzileiros navais.

De acordo com o Diretor do Programa, Parcella, um simulador do helicóptero chegará em Israel depois de fazer sua estréia internacional no Berlin Air Show em abril. Atualmente, tanto Israel quanto a Alemanha estão considerando comprar o CH-53K, cujo maior cliente até agora foi o Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA, que encomendou cerca de 200 unidades.

O coronel Vandenberg é um veterano piloto de helicópteros, experiente em voar em zonas de guerra, como o Afeganistão, que comercializa o helicóptero por mais de dez anos. Segundo ele, o Corpo de Fuzileiros Navais já registrou 700 horas de voo no CH-53K, incluindo testando seus limites, voando a 207 nós (383 km/h).

Alimentado por três motores de 7.500 cavalos de potência que oferecem uma velocidade de cruzeiro de 170 nós (velocidade máxima de 207 nós) e um alcance de 530 milhas (852 km), o CH-53K é o helicóptero mais poderoso já construído nos Estados Unidos, disse Vanderborght. Ele pode transportar 30 militares totalmente equipados ou dois veículos pesados ??e pode operar a temperaturas elevadas de 39 graus Celsius.

A Sikorsky refere-se ao King Stallion como o “helicóptero do futuro” por causa de seus sistemas inovadores, permitindo que ele funcione em condições climáticas extremas. As características do helicóptero CH-53K incluem um cockpit moderno no conceito glass, pás de rotor de quarta geração, sistemas de guerra eletrônica e muito mais. Além disso, os gerentes de programas prometem que a IAF poderá instalar outros sistemas fabricados pelas indústrias de defesa israelenses, como normalmente o Israel faz com o hardware militar importado. Por exemplo, os sistemas fabricados pela Elbit foram instalados no modelo anterior do helicóptero, o CH-53E.

O CH-53K também está equipado com controles digitais fly-by-wire, com displays de navegação e possui um sistema de diagnóstico mecânico que notifica as equipes de manutenção quando uma peça precisa ser substituída. Pode transportar três vezes mais carga do que o CH-53 Sea Stallion e tem capacidade de reabastecimento ar-ar.

Operado por uma equipe de cinco pessoas – incluindo dois pilotos e uma equipe de combate de três artilheiros – o King Stallion está equipado com armas de autodefesa e proteção balística. Seus assentos e trem de pouso retrátil, com sistema anti-colisões, aumentam significativamente a capacidade de sobrevivência da aeronave e da tripulação. O helicóptero está totalmente blindado, incluindo dentro da própria cabine e seus assentos. Os tanques de combustível também foram projetados para que os gases inertes sejam bombeados para eles em vez de permitir que o oxigênio se acumule por dentro, tornando-os menos propensos a explodir se atingidos por mísseis.

O compartimento de carga excepcionalmente grande do helicóptero é uma característica importante para as operações de combate, pois possibilita o menor número de voos de transportes para o destino. De acordo com a Sikorsky, é possível que, em 20 a 30 anos, o CH-53K seja pilotado remotamente.

Os executivos do programa disseram que o estágio de desenvolvimento está completo e a produção já começou. De acordo com o coronel Vanderborght, há 12 helicópteros em vários estágios de produção, com quatro devendo ficar prontos até o final do ano. O primeiro helicóptero será entregue no final deste ano para voos de teste operacionais. Em 2019, todos os voos de teste serão concluídos e os helicópteros serão entregues aos esquadrões. O preço do King Stallion é estimado em US$ 87 milhões, embora o preço caia à medida que mais aeronaves forem compradas.

No futuro próximo, o Ministério da Defesa israelense, o Estado-Maior das Forças de Defesa de Israel e a Força Aérea israelense decidirão sobre o próximo helicóptero de carga pesada de Israel.


Fonte: Israel Defense

SEM COMENTÁRIOS