Aeronave MD-11F “D-ALCL” da Lufthansa Cargo. (Foto: Aleksandr Markin)

O enfraquecimento do mercado de frete aéreo está tendo um impacto enorme na subsidiária de frete da Lufthansa, a Lufthansa Cargo. A frota de cargueiros MD-11F, que segundo o site da empresa consiste atualmente de doze aeronaves, deve ser completamente retirada de serviço no próximo ano.

Haviam rumores de que apenas quatro MD-11F seriam retirados num futuro próximo. De acordo com o atual estado do mercado, todas aeronaves deverão ser substituídas por novos Boeing 777Fs (a Lufthansa Cargo atualmente opera sete Boeing 777Fs).

Os representantes e a gerência dos funcionários estão atualmente negociando um plano social e oportunidades para reter as equipes afetadas em outras áreas do Grupo Lufthansa, a fim de evitar perdas de emprego.

A companhia aérea entrou em conversações com seus sindicatos para chegar a um acordo sobre os termos que permitiriam a eliminação dos 12 cargueiros já em 2020, até cinco anos antes da partida planejada anteriormente do seu último MD-11. A companhia aérea planejava eliminar a frota na totalidade até 2025.

Anúncios

1 COMENTÁRIO

  1. Lembro quando o MD11 entrou em serviço na Varig, foi um acontecimento marcante. Acho que foi o último antes de iniciar a derrocada. Depois ainda teve a mudança da pintura das aeronaves, mas ali todo o mundo já sabia que a vaca tava indo pro brejo.
    Vi um documentário sobre o DC-10 nesse último fim de semana e achei espantosa a semelhança da história inicial desse com a história do 737-Max.
    Os trijatos tinham uma elegância única, o Tristar eu sempre achei uma das mais belas aeronaves que já voou. E ainda foi a origem da "máscara preta" hoje utilizada pela Airbus.

Comments are closed.