Um dos caças F/A-18F Super Hornet da RAAF, durante voo de treinamento próximo de Mount Mitchell, sudoeste de Amberley. (Foto: RAAF)

O próximo estágio da capacidade de combate aéreo da Real Força Aérea da Austrália (RAAF) está prestes a ocorrer. A RAAF planeja transladar mais seis caças F/A-18F Super Hornets dos Estados Unidos para a Base Aérea da RAAF em Amberley no começo de julho.

O Ministro da Defesa, Senador John Faulkner, disse que um destacamento da RAAF de tripulações e pessoal de manutenção do Esquadrão nº1 está atualmente se preparando com as novas aeronaves na Estação Naval de Lemoore, na California.

“O destacamento está completando os testes de voo entre os quais incluem até 96 horas de testes e avaliações em voo e duas semanas de testes de voo de Guerra Eletrôncia em Lemoore,” disse o Senador Faulkner. “Outra tarefa chave envolve o treinamento com de reabastecimento em voo diurnos e noturnos, para garantir que eles estejam prontos para o voo rumo a Austrália.”

“Quando esses jatos chegarem em breve, perto da metade dos 24 caças Super Hornet da Austrália estarão baseados em Amberley, e a Defesa estará trabalhando para atingir a Capacidade Operacional Inicial no final de 2010,” disse o Senador Faulkner.

Os primeiros cinco caças F/A-18F Super Hornet foram recebidos na Base da RAAF de Amberley no dia 26 de março de 2010. Desde então, estão conduzindo treinamento de familiarização em Queensland.

Detalhes do segundo lote que será entregue em Amberley será divulgado mais perto da data. Até o final de 2011, todas as 24 aeronaves Super Hornet deverão ser entregues em Amberley.

Anúncios

2 COMENTÁRIOS

  1. Já perdi a conta de quantos países já adiquiriram novos vetores mesmo iniciando um programa de reaparelhamento depois do Brasil. É lamentável, da até vergonha, o espaço aéreo brasileiro é que está sendo prejudicado.

Comments are closed.