O avião de ataque Ilyushin Il-2 Sturmovik voou durante o MAKS 2017.

O famoso Ilyushin Il-2 Sturmovik voltou aos céus sobre o aeródromo de Zhukovsky no Show Aéreo MAKS 2017, marcando um retorno glorioso para a aeronave da era da Segunda Guerra Mundial. O avião estava deitado no fundo de um lago há mais de 70 anos depois de ter sido derrubado durante a guerra.

Um dos raros exemplares sobreviventes do lendário avião de ataque ao solo decolou pela primeira vez, após um longo período, durante o segundo dia do show aéreo na região de Moscou, tornando-se o segundo Il-2 em condições de voo no mundo.

Em 2011, o avião foi descoberto em um lago na região de Murmansk e quatro anos depois foi levado para Novosibirsk para restauração, inicialmente nas instalações da “Aviarestavratsiya”. As águas frescas do lago do norte, a falta de oxigênio e a profundidade de 22-25 metros contribuíram para a condição do avião, diz o chefe da equipe do Winged Memory of Victory, Boris Osyatinskiy, citado pelo Canal One da Rússia.

O Sturmovik (aeronave de assalto) foi entregue da cidade de Novosibirsk, onde um grupo de entusiastas do grupo Winged Memory of Victory e do Centro de Pesquisa Aeronáutica da Sibéria trabalharam por dois anos para recuperar a aeronave.

O avião Sturmovik havia servido no 46º regimento aéreo de assalto na Força Aérea Soviética, e foi derrubado em novembro de 1943 por um Messerschmitt Bf109 da Luftwaffe, levando o piloto a realizar um pouso de emergência no gelo.

“É um dos aviões mais populares, sendo que 36.500 deles foram construídos durante a guerra. O tanque voador, Black Death, como os fascistas chamaram”, disse Osyatinskiy no MAKS 2017.

Foto: Evgeny Biyatov

Os números tornaram o Sturmovik o caça militar mais produzido no mundo. O legado do avião também vive em uma série de videogames de simulação chamado ‘Il-2 Sturmovik’, com milhões de jogadores assumindo os controles em cockpits virtuais.

5 COMENTÁRIOS