Jato FA-50, que já foi adquirido pela Força Aérea das Filipinas.

A Malásia enviou um pedido de informações preliminares para a fabricante de aeronaves coreana Korea Aerospace Industries (KAI) sobre uma possível aquisição da aeronave de ataque leve FA-50 “Golden Eagle”.

No dia 28 de janeiro, um porta-voz da KAI disse que a solicitação de informações havia sido recebida no início deste mês e que outro pedido de informações era esperado, uma vez que a Malásia necessita esclarecer seus requisitos de compromisso, de acordo com a publicação Jane’s.

Como parte do programa de aquisição de aeronaves de combate leve (LCA) proposto pelo país, acredita-se que a Malásia esteja buscando adquirir 12 aeronaves com a opção de 24 unidades adicionais nos próximos anos.

A Malásia quer aumentar a capacidade de engajamento de sua força aérea com melhorada capacidade de ataque ar-solo. Em caso de aquisição, o FA-50 complementaria a pequena frota de BAe Hawk Mk200 especializada no ataque ao solo. As defesas aéreas permaneceriam no domínio do Boeing F/A-18D “Hornet” e Sukhoi Su-30 “Flanker”.

O FA-50 é uma aeronave biplace de ataque leve, que difere da versão de treinamento T-50 pela capacidade de usar uma grande variedade de armas e por possuir atualmente um radar israelense Elbit EL/M-2032 com antena mecânica. A célula está programada para uma duração de 8.000 horas de voo e o FA-50 pode atingir uma velocidade máxima de Mach 1,4.

Anúncios