Lockheed P-3CK Orion da Marinha da Coreia do Sul

A Marinha da Coreia do Sul recebeu suas primeiras três de oito aeronaves P-3CK de patrulha marítima que foram modernizadas através da Korea Aerospace Industries (KAI) e da L3 norte americana, após um atraso de aproximadamente um ano e meio após problemas de integração de sistemas e de projeto. Essas três aeronaves passaram por um completo processo de reparo e modernização e foram entregues numa unidade da Marinha da Coreia do Sul, que informou que adquiriu um segundo lote de 8 aeronaves P-3CK que deverão serem entregues também ainda em 2010.

A última batalha para essa entrega foi vencida no início desse mês quando o governo dos EUA aprovou uma restrição de exportação dos equipamentos de guerra eletrônica que era fundamentais para as aeronaves P-3CK, de acordo com a KAI e com membros do Programa de Administração de Aquisições de Defesa (DAPA).

O primeiro lote de aeronaves P-3B sendo convertidos no padrão P-3CK para Marinha da Coreia do Sul.

O P-3CK é uma das mais novas versões da aeronave de patrulha marítima Lockheed P-3 Orion, desenvolvida nos Estados Unidos na década de sessenta. A KAI, a única fabricante de aeronaves da Coreia do Sul, ficou encarregada de remodelar essas oito aeronaves a partir de 2005.

A empresa L-3 Communications Integrated Systems dos Estados Unidos foi uma das empresas subcontratadas que forneceu sistemas de modernização e um programa de extensão da vida operacional, além de ser a responsável pela modernização das três primeiras aeronaves. As outras serão modernizadas na KAI. O custo estimado dessa modernização foi de US$ 550 milhões.

A cerimônia que marcou a entrega das três aeronaves para Marinha da Coreia do Sul ocorreu na base da marinha de Pohang, cerca de 400 km ao sudeste de Seoul. De acordo com a KAI, as aeronaves remanescentes serão entregues para Marinha da Coreia do Sul no final de junho.

A Marinha da Coreia do Sul espera que a nova frota de aeronaves P-3CK aumente suas capacidade de vigilância maritima e de ataque contra alvos da Coreia do Norte que invadam seu território. Atualmente a Marinha da Coreia do Sul opera 8 aeronaves adquiridas diretamente da Lockheed. Com essas 16 aeronaves P-3CK, que eram aeronaves P-3B que foram modernizadas, a Coreia do Sul terá até o final do ano 24 aeronaves.

“A aeronave P-3CK é capaz de conduzir várias operações nas missões de combate anti-submarino e anti-navio, bem como de alerta aéreo antecipado e fornecimento de informações,” informou um oficial da Marinha da Coreia do Sul.

A modernização chave para o P-3CK inclui um radar multimodo capaz de detectar alvos fixos e móveis no solo, câmeras de alta-definição eletro-ópticas/infravermelhas, equipamento de análise acústica digital e detector de anomalias magnéticas.

A aeronave também poderá ser armada com mísseis ar-solo Harpoon Block II e um sistema de transmissão de informações táticas em tempo real podendo operar em sincronismo com os caças KF-16.

“A artilharia costeira e os lançadores de mísseis da Coreia do Norte poderiam ser neutralizados pelo mísseis Harpoon disparados pelos novos P-3CKs,” adicionou o oficial.

Anúncios