O helicóptero não tripulado MQ-8C Fire Scout conduz o teste de voo no Anexo do Campo Webster, na Estação Naval de Patuxent Rver, Maryland. (Foto: U.S. Navy)

A Marinha declarou no dia 28 de junho a capacidade operacional inicial (IOC) do helicóptero não tripulado MQ-8C Fire Scott, abrindo caminho para operações e treinamento de frota.

O MQ-8 Fire Scout é um sistema não tripulado de decolagem vertical baseado no mar que foi projetado para fornecer reconhecimento, consciência situacional e suporte de direcionamento de precisão para forças terrestres, aéreas e marítimas.

“Este marco é o resultado de vários anos de trabalho e dedicação do nosso time conjunto do governo e da indústria”, disse o capitão Eric Soderberg, gerente do programa Fire Scout. “Estamos empolgados em levar essa capacidade aprimorada para a frota”.

A variante MQ-8C é uma atualização de resistência e carga útil para o seu antecessor, o MQ-8B, oferecendo até doze horas na estação, dependendo da carga útil, e incorpora a estrutura comercial do Bell 407.

O Fire Scout da Northrop Grumman complementa o helicóptero MH-60 tripulado ao ampliar o alcance e a resistência das operações baseadas em navios. Ele fornece uma consciência situacional única e suporte de precisão para a Marinha.

O MQ-8C voou mais de 1.500 horas com mais de 700 surtidas até o momento. Nos próximos anos, a Northrop Grumman continuará as entregas de produção MQ-8C para a Marinha dos EUA até completar um total de 38 aeronaves.

O MQ-8C será equipado com um radar atualizado que permite um campo de visão maior e uma variedade de modos digitais, incluindo detecção de tempo, direcionamento ar-ar e um indicador de alvo em movimento no solo (GMTI). Ele será implantado com os navios LCS no ano fiscal de 2021, enquanto o MQ-8B realiza operações a bordo dos LCS nas 5ª e 7ª Frotas.

Anúncios