Um Bell AH-1Z foi usados nos testes do JAGM na Estação Naval de Patuxent River. (Foto: NAVAIR)

A Marinha dos EUA completou com sucesso o seu primeiro teste de voo do Joint Air-to-Ground Missile (JAGM) no helicóptero AH-1Z, no dia 5 de dezembro, em Patuxent Rover, Maryland.

Durante o voo, a tripulação a bordo do AH-1Z direcionou o míssil através de vários modos operacionais e exerceu seu buscador ativo para localizar e/ou adquirir alvos, demonstrando sua compatibilidade com a aeronave.

“Os resultados iniciais do voo indicam que o míssil funcionou conforme o planejado”, disse Liam Cosgrove, responsável pelo teste de voo do JAGM. “Vamos continuar a realizar uma série de testes para preparar os testes de disparos reais do JAGM a partir do AH-1Z, programado para o início este ano.”

O JAGM, um programa conjunto com o Exército, é uma munição guiada de precisão para uso contra alvos terrestres e marítimos estacionários, móveis e relocáveis ??de alto valor. Ele utiliza um buscador de modo múltiplo para operar de dia ou a noite em clima adverso, condições obscuras do campo de batalha e contra uma variedade de contramedidas.

Um JAGM num AH-1Z.

“Este míssil proporcionará maior letalidade e melhores capacidades de designação de alvos, além da capacidade de design do ponto laser do Hellfire que o AH-1Z atualmente possui no teatro hoje”, disse o gerente do programa Capt. Mitch Commerford.

O JAGM é gerenciado pelo Escritório Executivo do Programa de Mísseis e Espaço, de Redstone Arsenal, Alabama. Inicialmente, será empregado nos helicópteros AH-64 Apache e nos AH-1Z dos Fuzileiros Navais e é compatível com qualquer aeronave que possa transportar mísseis Hellfire. O Exército completará uma matriz de teste de 48 disparos até maio de 2018 em aeronaves AH-64 Apache em apoio ao Milestone C.

SEM COMENTÁRIOS