A aeronave não tripulada de combate de demonstração X-47B fabricada pela Northrop Grumman. (Foto: Northrop Grumman)

A Marinha dos EUA (U.S. Navy) espera emitir um projeto do pedido de propostas (RFP) para o seu novo programa de aeronaves embarcadas não tripuladas de vigilância e de ataque (UCLASS) antes do final de 2012.

“O projeto da RFP tem lançamento previsto para antes do final do ano”, disse a Marinha dos EUA através de um comunicado.

O demonstrador de tecnologia X-45C Phantom Ray da Boeing. (Foto: Boeing)

Os documentos orçamentais da Marinha dos EUA indicam que o serviço espera receber a nova aeronave em serviço operacional limitado até 2020. De acordo com funcionários da marinha, isso significa que um pequeno esquadrão de aviões UCLASS, talvez uma meia dúzia de aeronaves, estaria pronto para treinar com uma ala aérea embarcada num porta-aviões até essa data, mas a unidade não estaria necessariamente implantada com o navio.

Anteriormente, a Marinha informou que a aeronave será projetada principalmente para o papel de inteligência, vigilância e reconhecimento, mas teria uma significativa capacidade de ataque. A aeronave seria projetada para ser rapidamente atualizada ao longo do tempo, com novos sensores, armas e até mesmo design e revestimentos furtivos, de acordo com funcionários da Marinha dos EUA.

A General Atomics deve apresentar uma versão melhorada do Avenger Predator-C.

Já que ela vai ser uma aeronave stealth, funcionários dos serviços alertam que não será necessariamente uma solução preparada para derrotar ameaças emergentes de anti-acesso/área-negada no Pacífico Ocidental desde o início.

O serviço também indicou anteriormente que muitas das tecnologias de propriedade do governo que estão sendo desenvolvidas como parte do sistema de aeronave não tripulada de combate de demonstração (UCAS-D) X-47B da Northrop Grumman serão fornecidos aos concorrentes potenciais do programa UCLASS.

A Lockheed divulgou uma imagem da aeronave conceito Sea Ghost.

A Northrop deve lançar um derivado do X-47 para o programa UCLASS. A Lockheed Martin está esperando para oferecer uma aeronave chamada Sea Ghost. A General Atomics deverá oferecer um derivado de seu Avenger Predator-C. A Boeing provavelmente vai lançar um novo projeto que se baseia nas lições aprendidas com o seu X-45C Phantom Ray.

Fonte: Flightglobal – Tradução: Cavok

Solicito um minuto da atenção de você leitor do Cavok. Estamos tendo despesas elevadas com servidores devido ao alto tráfego gerado mensalmente, e precisamos da ajuda de todos para continuar mantendo o site estável e permanentemente no ar. Sem a ajuda de vocês, fica inviável manter o Cavok, já que infelizmente as empresas aeronáuticas brasileiras até o momento não anunciaram no nosso site, mesmo sendo o Cavok uma das maiores referências sobre notícias de aviação do país, reconhecido inclusive internacionalmente, e um dos sites de aviação mais visitados do país, senão o maior. Para contribuir, utilize as formas de pagamento online abaixo ou nos botões localizados na barra lateral.




Desde já meu muito obrigado.

Fernando Valduga

Enhanced by Zemanta
Anúncios

10 COMENTÁRIOS

  1. Não tem nenhum vermelho na área?? Como os chinas irão copiar esses ai?? Vai ficar meio que esquisito num vai não??
    Essa coisinha ai e stealth, a autonomia dele é limitada a ter ou não avião de reabastecimento, ele atua tanto na forma de detecção de ameaça como intercepta e destrói a ameaça. Um abraço a todos os vermelhinhos de plantão us americanus chegarum….

    • Cara, torcedor é torcedor; os argumentos são viciados e pouco racionais. Uns são "vermelhinhos", como vc disse, outros azulzinhos. O que não pode é apontar o dedo pros outros sem antes se olhar no espelho. 🙂

      Ps: A tecnologia embarcada nessas belezas deve estar pelo menos 20 anos à frente do que a China desenvolve hoje. Em relação à Rússia já não creio.

      • Só estava de zoação mesmo, mas não gosto dos chinas não, me desculpem, nem dos armamentos russos, apesar de alguns serem excelentes. Os caras tem tudo e muito mais. É de se tirar o chapéu.

  2. Parece que para os engenheiros americanos e chineses as tecnologias que reduzem a RCS das aeronaves funcionam muito bem, mesmo contra os radares mais modernos. Como o mundo inteiro investe em aeronaves stealth eu gostaria de saber pq as pessoas dizem que os rusos com seus S-400 podem abater alvos furtivos como o F-22.

    Até acredito que determinados comprimentos de ondas e radares VHF possam detectar alvos stealth, mas pelo que tenho lido os comprimentos de onda necessários para guiar mísseis K, X, S e L não funcionam ou tem capacidade drasticamente reduzida contra as atuais aeronaves VLO como o F-22, F-35 eo B-2. Por isso eu gostaria de saber o que leva alguns colegas a dizerem que os S-300 S-400 funcionam contra as aeronaves stealth americanas. Pq tudo indica que não.
    Alguém pode me ajudar com uma boa explicação?

    • Amigo, quem disse que a tecnologia stealth chinesa é funcional? Até agora o que vimos foram apenas fotos dos tais "Js" alguma coisa. Será que os chineses estão tão a frente dos russos nesta tecnologia? Pois mesmo estes estão adaptando um projeto de SU-27 para um caça stealth. As pessoas veem um caça com aparência stealth, e já começam a dizer que ele é o supra-sumo da tecnologia, mas e o mais importante? Será que o recheio e a cobertura são realmente stealth? E se forem, será que esta em que fase desta tecnologia? Pois os americanos estão já em sua quarta aeronave stealth, com quase quarenta anos de pesquisas cumulativas na área, bilhões de dólares gastos em pesquisa e desenvolvimento. Achar que os chineses, que até mesmo para terem um caça embarcado tiveram que comprar um prótotipo do SU-33 (um caça de quarta geração) e copia-lo até nos rebites, de repente vão la e aparecem com não um, mas dois caças de 5ª geração, e que estes caças serão tão bons quanto os americanos ou russos, me parece otimismo exagerado. Mas vamos ver o que o tempo tem a dizer sobre isto. Pessoalmente, acho que os chineses ainda tem um loooongo caminho antes de tornar qualquer um destes caças realmente operacionais.

  3. O design do X-47 é impressionante. E se atingir a capacidade de REVO mais operar de maneira rotineira em PAs, será uma arma terrível não só para os Talebans.

    []'s

  4. Tudo se resume em uma única palavra: impressionante.

    Enquanto o mundo se esforça para ter caças de quarta geração e uns poucos soam para bolar sua quinta geração, aí estão os EUA, uma geração a frente de todos…

  5. E pensar que o Irã lançou seus pseudos caças para interceptar (dispararam múltiplas vezes) um desses, essa semana que passou, tudo em águas internacionais do Golfo Pérsico.

  6. Puxando só para o design, o X47B é sensacional. O Avenger Predator não fica muito atrás. 🙂

  7. Certamente são o futuro, substituirão com enormes vantagem e eficiência muito da aviação tradicional, com um piloto dentro (menos no combate ar-ar, a demorar mais, segundo os próprios americanos), mas serão chatos exatamente por isso…

Comments are closed.