O caça sueco Saab Gripen foi escolhido pelo Ministério de Defesa da Suíça para substituir seus caças F-5 Tiger. (Foto: REUTERS/Michael Buholzer)

Numa coletiva de imprensa realizada hoje, o Ministro de Defesa da Suíça Ueli Maurer reiterou que o caça Gripen E/F permanece sendo uma ótima solução para a Suíça, afirmando que o caça sueco preenche os requisitos, é adequado para as tropas e financeiramente viável a longo prazo. Para que o caça sueco para fosse a melhor solução para a Força Aérea da Suíça, ele teve que apresentar resultados numa avaliação global e plurianual que foi realizada nos últimos anos.

No dia 30 de novembro de 2011, o Conselho Federal decidiu substituir os 22 antigos caças F-5 Tiger e escolheu o caça Gripen E/F para essa função. Como base para tomada de decisão do Conselho Federal foi enviado um documento com a avaliação e uma compilação de notas e os custos recebidos anteriormente de cada candidato. Esta base é o resultado de uma abrangente avaliação de vários anos dos três tipos de aeronaves (o Rafale, da francesa Dassault, o Eurofighter Typhoon do consórcio europeu EADS/Cassidian e o Gripen da empresa sueca Saab). Verificou-se que todos os três modelos atendiam às exigências colocadas sobre eles e, portanto, então um novo avião de combate para a Suíça foi escolhido.

A avaliação

O objetivo da avaliação é uma análise minuciosa dos custos e benefícios dos três candidatos (Eurofighter, Gripen e Rafale). Uma equipe integrada do projeto sob a direção da armasuisse tem planejado, executado e analisado a avaliação. Em 2008 e 2009 também foram realizadas a análise de eficácia operacional das aeronaves, de acordo com os resultados de ensaios em voo e terra, bem como análise das diferenças entre a versão testada e a versão oferecida, o que corresponde ao estágio de desenvolvimento no momento da entrega. Durante todo o processo de avaliação e tomada de decisão tem sido usada a mesma escala de rateio e as mesmas notas. Em outubro de 2011, vieram as últimas ofertas com os preços de venda para o Programa de Armamento 2012, que representou a base para o custo de aquisição.

A compra: um pacote completo

A compra não inclui somente as 22 aeronaves e equipamentos de missão, mas um pacote completo, incluindo o equipamento, o pacote de logística, sistemas de educação e treinamento para pilotos e integração de sistemas de aeronaves e outros elementos de manutenção. Em adição ao custo de compra está também disponível a estimativa dos custos de funcionamento durante os próximos 30 anos.

Uma vez que todos os três candidatos cumprem os requisitos, são elegíveis para os militares e, em princípio, pode ser tomado em conta na substituição parcial da frota de F-5 Tiger, os aspectos financeiros do pacote completo são de fundamental importância. O Ministério de Defesa deve fazer todo o possível para que a compra de novos caças possa ser financeiramente sustentável a médio e longo prazo, para permitir a utilização do montante máximo possível de recursos para as necessidades mais urgentes do exército.

Por esta razão, o Conselho Federal, sobre a proposta do Minsitério de Defesa da Suíça, escolheu o Gripen E/F da empresa sueca Saab. Por um lado, satisfaz os demais requisitos, e é financeiramente sustentável, representando assim a melhor solução global para a Força Aérea da Suíça.

Fonte: Ministério de Defesa da Suíça – Tradução e Adaptação do texto: Cavok

Nota do Editor: Mais tarde, depois de divulgado essa nota, a Saab divulgou uma nota oficial relacionada a este depoimento do Ministério de Defesa da Suíça. Na nota, a Saab confirma que a coletiva de imprensa estava relacionada a pressão que o Ministro de Defesa Ueli Maurer estava sofrendo nesses últimos dias devido ao artigo publicado pelo jornal Le Matin Dimanche, o qual foi reproduzido aqui.

Anúncios

41 COMENTÁRIOS

  1. É claro que o Ministério da Defesa da Suíça iria defender a sua escolha. Mas eu quero ver eles responderam os dados contidos no relatório da Força Aérea Suíça. O Gripen teve a pior nota dos concorrentes, não cumpre os requisitos minimos da Força Aérea Suíça e conseguiu ser pior que os antiquados F-18. Vejam: http://www.cavok.com.br/blog/?p=46211

    Nota do Moderador: Prezado Markman, seu comentário foi editado pois o link postado por você era realacionado a um artigo que foi publicado aqui mesmo no Cavok, inclusive com o relatório para download. Daremos sempre preferência para notícias nossas, e somente publicaremos links externos quando o assunto não houver sido publicado aqui. Grato pela compreensão.

Comments are closed.