Caça sino-paquistanês JF-17 Thunder,

A Nigéria confirmou oficialmente que comprará unidades do caça sino-paquistanês JF-17 “Thunder”. Um anteprojeto de orçamento militar da Nigéria para 2018 foi apresentado, onde reserva US$ 36 milhões para o pagamento parcial (primeira parcela) de três jatos JF-17, fabricados pela parceria Chengdu e Pakistan Aeronautical Complex (PAC). O pagamento também abrangerá equipamentos de suporte e peças sobressalentes.

O país torna-se então o segundo comprador deste tipo de aeronave, o primeiro nomeado oficialmente. O primeiro cliente (ainda não confirmado) do JF-17 foi Myanmar (anteriormente Birmânia), cujo primeiro exemplar voou este ano, conforme imagens divulgadas, e conforme relata a publicação Flightglobal.

Alimentado por um motor Klimov RD-93, o JF-17 é oferecido para diversos países em desenvolvimento como um caça de baixo custo para diversas forças aéreas. Após o feedback de potenciais clientes, foi desenvolvida uma versão de dois assentos, que agora está sendo testada. A fabricante ainda informa que o jato tem demonstrado um grande interesse de vários países.

Além da compra da nova aeronave de combate, o país deverá encomendar dois helicópteros AW109 da Leonardo, bem como equipamentos de manutenção para dois aviões de combate leve Dassault Alpha-Jet e para uma aeronave de transporte Lockheed Martin C-130H.

Três JF-17 do Esquadrão Black Spiders da Força Aérea Paquistanesa.

A Força Aérea Nigeriana opera um amplo inventário de 120 aeronaves de uma variedade de fornecedores do Ocidente e da Europa Oriental, de acordo com o banco de dados da Flightglobal.

Anúncios

1 COMENTÁRIO

  1. Será interessante vê-los operar o Thunder. Estou curioso pra saber sobre o pacote de armas…

Comments are closed.