O Lockheed F-117A Nighthawk “Unexpected Guest” pronto para exibição.

A Lockheed Martin e a Fundação e Instituto Presidencial Ronald Reagan se uniram para colocar em exibição estática permanente um F-117 Nighthawk, apelidado de “Unexpected Guest”. A aeronave passou por um processo de preparação pela Skunk Works, chamado de “Operação Nighthawk Landing”, divulgado em vídeo pela Lockheed Martin.

O projeto foi possível graças a um empréstimo permanente à Fundação Reagan pelo Museu Nacional da Força Aérea dos EUA em Dayton, Ohio. Para apoiar a Força Aérea dos EUA em seu empréstimo, a Lockheed Martin Skunk Works restaurou a aeronave em preparação para sua exposição permanente na Biblioteca Reagan.

O F-117A “Unexpected Guest” foi transferido de Dayton para Palmdale, California. O transporte foi feito em duas etapas: na primeira em julho foi o estabilizador e as asas para Skunk Works, seguido em agosto da fuselagem. Para ajustar o avião para exibição, a equipe Skunk Works cortou a célula e retirou cerca de 2.300 kg em comparação com o peso inicial de quase dez toneladas. Depois, os funcionários reconstruíram o “Unexpected Guest”.

Apenas 67 dias depois de sua chegada a Palmdale, o F-117 recebeu visualmente o toque final na forma de uma nova pintura preta. No geral, a restauração do avião furtivo levou 113 dias.

Em novembro, está planejado o transporte para a sede da biblioteca em Simi Valley. Lá, o F-117 será oficialmente inaugurado no dia 7 de dezembro em um ato solene durante o Fórum de Defesa Nacional de Reagan. No futuro, o jato será admirado ao ar livre – nas imediações onde já está exposto um F-14 Tomcat no noroeste da biblioteca.

“O F-117 Nighthawk nos lembra a capacidade do nosso país de desenvolver rapidamente tecnologias disruptivas, críticas à segurança nacional”, disse Michele Evans, vice-presidente executiva da Lockheed Martin Aeronautics. “A Lockheed Martin tem orgulho de fazer parceria com a Força Aérea dos EUA e a Fundação Reagan para instalar um símbolo permanente da inovação americana na Biblioteca Reagan, para todos verem.”

O apelido do F-117 (número 803) “Unexpected Guest” alude ao extremo sigilo que cercava o programa F-117 Nighthawk, bem como à capacidade da aeronave furtiva de passar despercebida pelo radar inimigo. Esse apelido foi inspirado no álbum de heavy metal de 1982 “Unexpected Guest” da banda Demon.

Desenvolvido em total sigilo pela Lockheed Martin Skunk Works, o F-117 foi a primeira aeronave furtiva operacional do mundo. Considerado impossível, é um lembrete tangível do que pode ser alcançado através do trabalho em equipe, paixão e determinação.

De 1982 a 1990, a Skunk Works da Lockheed Martin construiu 64 notórios jatos F-117A “Nighthawk”.

O número 803 foi colocado em serviço em 1984, sendo um dos seis F-117A que participaram da Operação Just Cause no Panamá em dezembro de 1989 – a primeira missão de combate na história a empregar aeronaves furtivas. Para seus oponentes inesperados, ela apareceu 78 vezes em missões de combate, antes de ser enviada em 2007, após 4.673 horas de voo, para aposentadoria. O “Unexpected Guest” voou mais afiado do que qualquer outro F-117.

Anúncios

2 COMENTÁRIOS

Comments are closed.