Caças F-22 Raptor foram acionados da Base Aérea de Langley para interceptar duas pequenas aeronaves que entraram no espaço aéreo restrito sobre a Assembléia Geral da ONU, em Nova York. (Foto: NORAD)

Dois caças F-22 Raptor, sob a direção do Comando de Defesa Aeroespacial Norte Americano (NORAD), interceptaram duas aeronaves de aviação geral durante separados acionamentos, depois que as duas pequenas aeronaves violaram a área restrita temporária sobre a Assembléia Geral da ONU realizada nessa quarta-feira, no momento do discurso do presidente dos EUA Barack Obama.

Os caças interceptaram as duas aeronaves sobre o centro de Nova Jersey, por volta das 11:00hs horário local, depois que eles entraram na área restrita sem comunicação rádio. Ambas aeronaves pousaram no Aeroporto Regional Jersey Central sem incidentes.

Os caças F-22s foram acionados para a missão de interceptação poucos meses depois que a Força Aérea dos EUA afirmou ter resolvido um misterioso problema com os caças de US$ 420 milhões, onde os pilotos relataram ter sintomas de privação de oxigênio durante o vôo.

Os antigos problemas dos F-22 aparentemente não estão mais preocupando o comando do NORAD nos EUA-Canadá, onde o porta-voz, tenente Al Blondin, disse que a escolha de uma aeronave para uma missão de interceptação – seja um F-22, F-15, F-16 ou um caça canadense – na verdade, apenas se resume a uma questão de conveniência, onde o que estiver disponível mais próximo será acionado, seja de dia ou de noite.

A última vez que caças F-22 foram acionados pelo NORAD foi em 2009, quando bombardeiros russos ficaram próximos do espaço aéreo norte americano no Ártico.

Enhanced by Zemanta
Anúncios

11 COMENTÁRIOS

  1. Que circo montado para mostrar que os F-22 estão arrumados. Acredite quem quiser.

    Não tinha F-16 disponível para isso?

  2. Não entendi a crítica do W Strobel.

    Se eles tem F-22 prontos para voar, porque não usa-los?? 🙂

    E o circo se chama Assembléia Geral da Onu, convenhamos, é um circo importante… hehehehe.

    []'s

    • Mas Strobel, de que adianta ter caças de ultima geração se não tiverem pilotos aptos a usa-los da melhor maneira? Esta interceptação serve de treinamento também, para testar a prontidão e resposta a eventuais ameaças reais.

    • Não adianta, sempre vão criticar o raptor, se ele não voa não está operacional, se ele voa vai matar o piloto ou vai derreter na chuva, isso tudo só porque ele é fabricado pelos Yankes, se ele fosse francês aposto que era só elogios, depois eu e outros que somos fan boys. O rapto é hoje e por muito tempo o melhor caça já construido, doa a quem doer, se foi os EUA que construiram paciência, os incomodados que tenham competência e grana pra fazer igual ou melhor.

  3. comentário de leigo: ainda não entendo como o segundo avião atingiu as torres em 11/09/01, tudo bem que era difícil, mas a propaganda sempre disse que estavam vigiando tudo no mundo inteiro, o primeiro teve o fator surpresa, mas o segundo já tava todo mundo filmando e vi em documentários que havia um Eagle na região, mas as ordens foram desencontradas e é claro que ele não vai disparar a esmo. minha opinião abcs

    • O 11/09 era pra acontecer, foi planejado por gente que estava acima do governo, visando justificar as invasões do Iraque e do Afeganistão, reduzir as liberdades individuais, aumentar o estado de vigilância interna, etc. O simples fato de Osama Bin Laden ter tido estreita ligação com a CIA durante anos já dá o que pensar.

  4. So poderiamos opinar mesmo se soubessemos a exata disponibilidade de caças de prontidão naquela regiao naquele instante, e serio, isso vai ser bem dificil descobrir…

  5. F22,tao odiado (amado),nada que ele faça sera digno de elogios vermelhos kkkkkk,tadim dos rubros desbotados kkkkkk.

  6. E completando:Quando moscou ddesloca migs31 para interceptar flocos de neve no artico a turma fica toda COMOVIDA ,horemos !

Comments are closed.