A aeronave ISR Firebird da Northrop Grumman.

A Northrop Grumman anunciou acordos assinados com a Tenax Aerospace e a Grand Sky Development Company para aquisição do Firebird, o novo sistema de aeronaves opcionalmente pilotadas de inteligência, vigilância e reconhecimento (ISR) da empresa.

“A flexibilidade, seja na configuração do cockpit, cargas úteis ou na aquisição e compra do Firebird, está no centro do que torna essa aeronave uma opção ISR atraente para parceiros governamentais e empresas privadas”, disse Brian Chappel, vice-presidente de sistemas autônomos da Northrop Grumman. “Tendo voado mais de duas dúzias de sensores na arquitetura comprovada do Firebird, estamos prontos para oferecer o Firebird a uma ampla gama de nações, agências governamentais e civis dos EUA e empresas com necessidades críticas de coleta de dados.”

A linha de produtos Firebird da Northrop Grumman oferece altitude média, flexibilidade multi-missão de longa duração e um valor imbatível. Disponível em configurações tripuladas, autônomas e opcionalmente pilotadas, o Firebird é projetado para fornecer capacidade ISR crítica para atender às necessidades de missão do cliente.

O Grand Sky é o primeiro centro comercial de testes e treinamento de veículos aéreos não tripulados do país. Localizado em Grand Forks, Dakota do Norte, o Grand Sky é o lar de um dos locais da Northrop Grumman em North Dakota. A Tenax Aerospace é uma fornecedora líder de aeronaves de missão especial e serviços de aviação relacionados ao governo dos EUA e clientes comerciais. Ambas as empresas vêem o Firebird como preenchedor de lacunas críticas de informações para seus negócios.

“Estamos empolgados em trazer o Firebird para o Grand Sky e utilizar seus recursos de carga útil de longa duração e variável para clientes comerciais. Nosso objetivo é apoiar o monitoramento da infraestrutura energética e as operações humanitárias e de auxílio a desastres, aproveitando o alcance, altitude e resistência do Firebird”, disse Thomas Swoyer Jr., presidente e sócio da Grand Sky. “Vemos as incríveis eficiências a serem obtidas no mercado com tecnologia como a Firebird, permitindo a coleta de dados em uma escala que não estava disponível anteriormente para o mercado comercial”.

“O Firebird permite que a Tenax Aerospace leve adaptabilidade e flexibilidade líderes do setor na coleta de dados a um preço extremamente acessível para atender às necessidades de nossos sofisticados clientes de segurança global e do governo dos EUA”, disse Tom Foley, presidente da Tenax Aerospace. “O Firebird oferece uma flexibilidade e capacidade de resposta únicas que consideramos essenciais para as missões críticas que apoiamos hoje e no futuro.”

O Firebird é equipado com links de dados de banda larga (LoS) e/ou Beyond-Line-Sight (BLoS), armazenamento a bordo e processamento acessível para rápida exploração de dados para garantir a conclusão das missões para clientes industriais e governamentais. O design exclusivo do sistema permite que os sensores sejam alterados rapidamente como dispositivos plug-and-play, reduzindo o tempo de integração da carga útil de meses para dias e permitindo mudanças rápidas de campo em menos de uma hora para aumentar a disponibilidade operacional e adequar a adequação da missão. O Firebird oferece mais de 30 horas de autonomia e voando em até 25.000 pés, fornecendo aos clientes informações acessíveis ??em tempo real.

Marcando sua estreia na Europa, a linha de produtos Firebird da Northrop Grumman Corporation será exibida na Royal International Air Tattoo na RAF Fairford, no Reino Unido, de 19 a 21 de julho.

Anúncios

2 COMENTÁRIOS

  1. Nicho interessante para a Embraer expandir sua linha de produtos militares e civis! Insistir em soluções de propulsão elétrica seguindo a manada dos ricos que têm subsídios enormes não vai abrir novas portas. Já as aeronaves autônomas e assemelhados serão de consumo imediato e com desempenho garantido.

    • Concordo plenamente!!

      Parece até que a Embraer paga pra dar um tiro no próprio pé!!

Comments are closed.