Um pod LITENING instalado em um C-130H da Guarda Aérea Nacional dos EUA. (Foto: U.S. Air Force / Master Sgt. Chris Durney)

A Força Aérea dos EUA concedeu à Northrop Grumman Corporation um contrato de quantidade indefinida / entrega indeterminada (IDIQ) avaliado em US$ 1,3 bilhão relacionado ao avançado pod designador LITENING, cobrindo manutenção, produção, software e atualizações.

“Desde a primeira geração do pod LITENING da Northrop Grumman, fornecemos essa capacidade de missão crítica com nossa principal prioridade de garantir que o pod LITENING esteja pronto para qualquer missão, a qualquer momento”, disse Brent Toland, vice-presidente de C4ISR e aviônica na Northrop Grumman. “Este prêmio inicial de logística continua nosso compromisso 24 horas por dia com os operadores e mantenedores do LITENING.”

O LITENING está em serviço com os principais componentes da Força Aérea, Reserva da Força Aérea, Guarda Nacional Aérea, Corpo de Fuzileiros Navais e vários clientes internacionais. Foi integrado em uma ampla gama de plataformas, incluindo AV-8B, A-10, B-52, C-130, F-15, F-16 e F/A-18.

O LITENING apresenta vídeo de alta definição, sensores de dispositivo 1K FLIR e acoplado, sensores de imagem a laser e várias opções de link de dados plug-and-play. Qualquer pod LITENING pode ser atualizado para a configuração mais recente devido ao seu design modular.

4 COMENTÁRIOS

  1. A FAB adquiriu os Litening III tanto para o F-5EM, A-29 e AMX e também os Reccelite para Reconhecimento Tático a alguns anos.
    A princípio além do IRST agregado ao Gripen E, a FAB adquiriu mais alguns Reccelite e Litening G4 no pacote de armas.
    São casulos de suma importância para designação e identificação de alvos em combate.