U.S. Air Force F-16 Fighting Falcon

A Northrop Grumman recebeu uma modificação do contrato, no valor de cerca de US$ 1 bilhão, para radares AESA (Active Electronically Scanned Array) dos aviões de caça F-16 da Força Aérea dos EUA (USAF).

A modificação foi concedida pelo Diretório de Caças Bombardeiros do Centro de Gerenciamento do Ciclo de Vida da Força Aérea dos EUA (AFLCMC), na Divisão F-16 na Base da Força Aérea Wright Patterson, Ohio. Esta modificação é para a definição das três fases programáticas, incluindo o desenvolvimento e a produção de até 372 radares.

O trabalho será realizado em Linthicum Heights, Maryland, e deve estar concluído em maio de 2027.

O radar de feixe ágil escalável AN/APG-83 (SABR) é um radar de controle de disparo do tipo AESA desenvolvido por Northrop Grumman para o jato de combate F-16 Fighting Falcon da General Dynamics (agora Lockheed Martin) e outros aviões de combate.

A Northrop Grumman possui uma história de 40 anos na produção de radares para o F-16. O novo radar integra-se às atuais restrições estruturais, de energia e de refrigeração do F-16, sem modificação da aeronave. Os recursos deste AESA avançado são derivados da família de radares de caça AESA da 5ª geração de Northrop Grumman, o APG-77 do F-22 Raptor e o APG-81 do F-35 Lightning II.

O APG-83 SABR também foi selecionado por um número crescente de clientes internacionais e é o radar base do Bloco 70 do Lockheed Martin F-16V. A Northrop Grumman começou a entregar radares APG-83 de produção para seu primeiro cliente internacional dentro do cronograma no final de 2016.

A Northrop Grumman também instalou com sucesso um APG-83 SABR de produção em um caça F/A-18C Hornet do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA, na Estação Aérea em Miramar, Califórnia.

Anúncios