Um F/A-18F Super Hornet, designado para o Esquadrão de Avaliação e Teste Aéreo (VX) 23, pousa a bordo do USS Gerald R. Ford (CVN 78). (Foto: U.S. Navy / Mass Communication Specialist 2nd Class Sean Elliott)

Os sistemas de lançamento e recuperação de aeronaves da General Atomics foram liberados para uso a bordo do novo porta-aviões USS Gerald R.Ford, para todas aeronaves.

“O sistema eletromagnético de lançamento de aeronaves (EMALS) e o Advanced Arresting Gear (AAG) foram liberados para o lançamento a bordo e recuperação de todos os tipos de aeronaves navais atualmente implantados a bordo do USS Gerald R. Ford (CVN 78)”, informou a empresa em comunicado na terça-feira.

A empresa está entregando EMALS e AAG para o futuro John F. Kennedy (CVN 79) e o futuro Enterprise (CVN 80).

“A Marinha espera que a certificação da cabine de comando ocorra nos próximos meses e realizará um fluxo constante de lançamento e catrapos este ano – estamos falando aos milhares – para aproximar o navio da capacidade total da missão”, afirmou Scott Forney, Presidente da General Atomics Electromagnetic Systems (GA-EMS).

A Marinha emitiu Boletins de Lançamento de Aeronaves (ALB) e Boletins de Recuperação de Aeronaves (ARB) que identificam os pesos e velocidades de acoplamento autorizados para o lançamento e recuperação de aeronaves a bordo, e sinalizam que EMALS e AAG são operacionalmente seguros para uso a bordo do CVN 78.

Em 31 de janeiro de 2020, o CVN 78 concluiu o Teste de Compatibilidade de Aeronaves (ACT) no mar, utilizando uma variedade de aeronaves para os testes na cabine de comando, incluindo F/A-18E/F, E-2D, C-2A, EA-18G e T-45C, para provar que a EMALS e a AAG podem acomodar as aeronaves de ala aérea.

Anúncios

1 COMENTÁRIO