Aeronave executiva Gulfstream IIB abandonada numa estrada em Belize.

Um jato executivo Gulfstream IIB (G-1159) ficou partido em dois durante uma tentativa de aterrissagem em uma estrada de terra perto de Blue Creek, Orange Walk, Belize, perto da fronteira com o México, no dia 30 de setembro. Mas o estranho caso foi que a aeronave totalmente quebrada ficou literalmente abandonada onde tentou pousar e aí surgiram as especulações.

A polícia local informou que nenhuma carga foi encontrada e nem havia ninguém próximo na área, muito menos um pedido de socorro.

A aeronave carregava as letras ‘PVO’ no motor, mas nenhum registro formal existia, nem plano de voo. A pintura da aeronave se parece com o N511TL (número de série 199) que foi exportado para um proprietário mexicano desconhecido e voou para o México em novembro de 2017.

A aeronave Gulfstream G-IIB “N511TL” vista no México em 2018.

Os investigadores acreditam que este avião estava sendo usado para transportar drogas ou outros itens ilegais através da fronteira entre Belize e México e as pessoas a bordo fugiram. Embora não tenha sido relatado vítimas, pelo estado da aeronave possivelmente alguém deve ter se machucado e houve uma tentativa de encobrir a identidade dessas pessoas, para que elas pudessem ser removidas da cena.

Uma dúvida que permanece é que estava sendo usado um jato executivo para transporte de produtos ilegais ou drogas, diferente de aeronaves de pequeno porte que poderiam pousar mais facilmente e em locais com pistas semi-preparadas, além de voar em altitudes mais baixas sem detecção radar. Usar um Gulfstream sem marcações levantaria muita suspeita quando operando em aeroportos conhecidos.

Para usar um Gulfstream para este serviço ilegal somente se a carga fosse muito grande ou necessário um transporte de longa distância. Mas será que a aeronave realmente fez um pouso de emergência nesta estrada de terra ou foi uma tentativa de pouso mesmo?

Anúncios